Museu Coral Castle, da Flórida, processa Epic Games por haver local em Fortnite com o mesmo nome | Dot Esports Brasil

Museu Coral Castle, da Flórida, processa Epic Games por haver local em Fortnite com o mesmo nome

O Ponto de Interesse do jogo tem o mesmo nome de um lugar de verdade.

Imagem via Epic Games

Nesta semana, a Epic Games se envolveu em outra complicação jurídica, mas, em vez de estar indo atrás da Apple ou do Google, agora é a desenvolvedora de Fortnite que está sofrendo o processo.

O processo, originalmente divulgado por Nicole Carpenter, da Polygon, foi iniciado pela empresa dona de um jardim de esculturas de pedras chamado Coral Castle Museum, o museu Coral Castle. Ele também é conhecido como o “Stonehenge da Flórida”.

A Epic adicionou a versão de Atlântida do Aquaman à temporada atual de Fortnite, mas o ponto de interesse foi chamado de Castelo do Coral (do original Coral Castle). O nome já era marca registrada do museu, como Coral Castle, Inc.

A Coral Castle está processando por perdas e danos associados à confusão entre as duas entidades, segundo o texto. Mas ela também diz que as semelhanças incluem “temas náuticos/praianos, estrutura de castelo, muro de castelo e objetos de pedra”.

A semana foi agitada para a Epic Games. A desenvolvedora processou a Apple e o Google por práticas injustas de mercado na semana passada, depois de a App Store da Apple a Play Store do Google retirarem Fortnite de seus catálogos.

Você pode encontrar o texto completo do processo da Coral Castle na Polygon.

Artigo publicado originalmente em inglês por Scott Duwe no Dot Esports no dia 17 de agosto.