Valve incentiva que jogadores usem o mesmo número de celular da Steam em nova atualização de Dota 2

Outro novo sistema será implementado em Dota 2, agora relacionado a verificação de telefone.

Imagem via Newbee/Facebook

Em outra medida para limpar e melhorar a formação de partidas de Dota 2, a Valve implementou um sistema que faz com que os jogadores usem em Dota o mesmo número de celular que usam na Steam.

A verificação da Steam normalmente exige que um número de telefone esteja conectado à conta, para que o dono da conta possa receber notificações sobre tentativas de login e se proteger de hackers com a verificação em dois fatores. Dota 2 agora usa a mesma funcionalidade para verificar os jogadores nas partidas ranqueadas.

Se alguém for pego infringindo os termos de uso da Steam de alguma forma, aumentar o MMR de forma injusta para outros jogadores, ou tiver pontuação de comportamento extremamente baixa, a conta será banida dos modos ranqueados.

A Valve implementou um sistema que deteta e bane automaticamente os jogadores que infringirem as regras citadas, Isso bloqueia o número de telefone usado para Dota 2, para que o jogador não possa entrar novamente nas ranqueadas com outra conta.

O problema é que não é incomum que jogadores particularmente tóxicos comprem telefones “descartáveis” com números diferentes ou usem números aleatórios sem dono para passar por bloqueios assim. É por isso que a Valve quer que os jogadores usem o mesmo número para Dota 2 e Steam.

Em uma mineração de dados, foi encontrada a notificação específica sobre o assunto, com o nome de “MMMemberPhoneNumberDiscrepancy”. Ela fica junto de outras mensagens de erro relacionadas disponibilidade de modos de jogo. O texto é o seguinte:

“Seu número de telefone de Dota parece não ser o mesmo usado na Steam. Por favor, conecte seu número de telefone a Dota.”

Até o momento, não existe punição nem limite de tempo para cumprir o que é pedido na notificação, mas, se a Valve está fazendo algo assim, espera-se que um passo maior esteja chegando. Em uma atualização futura, provavelmente haverá algum bloqueio nas ranqueadas, fazendo com que apenas os jogadores com os números certos conectados possam acessar a formação de partidas.

Considerando a forma com que a Valve empurra o uso de Steam Guard e funcionalidades similares no app para dispositivos móveis, isso não é nenhuma surpresa. Provavelmente, é só mais uma das várias maneiras com que a empresa vai tentar fechar brechas que permitem que jogadores banidos voltem às ranqueadas.

Além do aviso, a Valve também usou esta atualização para limpar alguns dados inutilizados do The International 2019 e outros dados desatualizados que ainda estavam no cliente.

Artigo publicado originalmente por Jerome Heath em inglês no Dot Esports no dia 23 de setembro.