Evil Geniuses corta relações com GranDGranT, apresentador de Dota 2, após denúncias de assédio sexual

GranDGranT disse que pode deixar os esports de vez.

Foto de Adela Sznajder via DreamHack

A Evil Geniuses encerrou o contrato do comentarista e streamer de Dota 2 Grant “GranDGranT” Harris depois de diversas mulheres relatarem que ele as teria assediado.

Nas últimas 24 horas, surgiram vários relatos de mulheres que teriam sido assediadas por Grant na comunidade de Dota, trazendo à luz um padrão de conduta inapropriada.

A EG assinou com Grant como streamer e comentarista porque ele é uma das vozes mais preeminentes do Dota na América do Norte. Antes de seu tempo na EG, porém, e até mesmo enquanto já fazia parte da organização, ele teria assediado diversas pessoas.

O primeiro relato veio da usuária do Twitter cofactorstrudel, que comentou um incidente que aconteceu na festa do The International 2017. Na ocasião, Grant ficou fisicamente grudado nela durante a festa e ela precisou usar da força para que a soltasse.

https://twitter.com/cofactorstrudel/status/1274911393708306432

E apesar de, desde então, ela e Grant terem trocado mensagens e resolvido “deixar para trás”, houve acusações mais sérias feitas ao apresentador.

Anthony “scant” Hodgson, ex-técnico e analista, comentou a história de Grant com a ex-comentarista Natalie “LlamaDownUnder”, que ele teria assediado ao ponto de fazê-la decidir deixar a cena de Dota 2.

“Grant assediou Llama repetidas vezes, ao ponto de fazê-la buscar uma ordem de restrição”, disse scant. “Ela o levou a julgamento e, depois de vários anos de procedimentos jurídicos, o tribunal decidiu que Grant tinha sim a assediado e difamado. Ele a ameaçou, assediou e acabou com o trabalho dela.”

Scant também disse que muitos comentaram com ele que “Grant mudou”, mas acrescenta que o apresentador nunca tinha admitido suas ações publicamente até hoje. Isso serviu como incentivo para que outras compartilhassem suas histórias sobre comportamento inapropriado de Grant, mostrando que não é um caso isolado, e mais pessoas podem trazer outras informações nos próximos dias.

Antes do anúncio da EG, Grant disse que vai deixar os esports.

“Fui eu que causei isso a mim mesmo e peço desculpas sinceras às pessoas que magoei”, disse Grant. “Vou deixar a cena de Dota e dos esports por muito tempo, se não permanentemente. Mas não quero me tornar o foco disso. Quero dizer que espero que as pessoas que não se sentem seguras passem a se sentir mais seguras, e que espero que Dota se torne um esport melhor nos próximos anos.”

Seu último comentário, sobre Dota se tornar um esport melhor, é algo que scant também destacou. O ex-técnico disse que Grant teve apoio, na época em que assediava Llama, de profissionais mais antigos da cena. Ele disse que Dota é um “Clube do Bolinha” que impede o crescimento de muitas pessoas e garante a mentalidade tóxica da cena competitiva, especialmente no que diz respeito às mulheres.

Artigo publicado originalmente em inglês por Cale Michael no Dot Esports no dia 22 de junho.