Profissionais japoneses de CS:GO usam boost criativo em 4 pessoas no Overpass

Overpass é bem o mapa dos boosts desbalanceados.

Imagem via Valve

A Ignis perdeu para a Absolute na grande final do Galleria Global Challenge de CS:GO, mas fez uma jogada incrível no Overpass no segundo mapa da série.

A Ignis colocou o boost no local de bomba A e Ishikawa “hornet” Yuki teve a visão perfeita para eliminar todos os inimigos que estavam entrando no local de bomba B, mas só conseguiu matar um antes de ser eliminado.

E eles venceram a rodada, apesar de estarem longe de recuperar o local de bomba B, mas perderam a partida por 16-9.

É a primeira vez que um time profissional consegue fazer funcionar esse boost, que é parecido com o que a Fnatic usou contra a LDLC no DreamHack Winter Major em novembro de 2014. A Fnatic estava atrás por 12-3, mas virou o jogo graças ao boost.

A jogada ficou conhecida como “olofboost”, já que Olof “olofmeister” Kajbjer foi o jogador no comando dela. Mas o DreamHack considerou isso contra as regras e a partida teve que ser jogada novamente. O time sueco se recusou a jogar outra vez e foi eliminado por W.O.

Já que a Ignis não venceu a partida, não houve reclamações a respeito da jogada criativa. Mas os organizadores do torneio provavelmente vão impedir a jogada para que outros times não se aproveitem dela no futuro. A Valve também pode mexer nisso na próxima atualização de CS:GO.

Artigo publicado originalmente por Leonardo Biazzi em inglês no Dot Esports no dia 23 de setembro.