As 7 melhores equipes de CS:GO de 2020

Algumas equipes deram passos largos, mas os chefões não recuaram.

Foto via ELEAGUE

CS:GO foi um dos vários e-sports que rapidamente adotou a competição online depois que o COVID-19 forçou os organizadores de torneio a cancelar eventos. Mas isso também significa que é um pouco mais difícil discriminar quais equipes realmente tiveram o melhor ano. 

No geral, não é difícil identificar a equipe que dominou 2020, mas como não havia muita competição inter-regional, as estatísticas claramente desviam para a Europa, já que a maioria das melhores equipes do mundo joga nessa região. Isso significa apenas que os eventos europeus são mais pesados ​​porque o nível de competição para times como o Astralis é maior do que o Team Liquid jogando em um torneio norte-americano normal. 

Com tudo isso dito, aqui estão sete equipes que se destacaram durante 2020 com base na colocação em grandes eventos, estatísticas da HLTV e algumas outras métricas. 

OG

Imagem via OG e Red Bull

Em seu primeiro ano com uma equipe de CS:GO, a OG causou um grande impacto no cenário competitivo, rapidamente se tornando um dos cinco primeiros colocados na maioria dos torneios de nível S. Liderada pelo ex-headliner do ENCE Aleksi "Aleksib" Virolainen, a equipe subiu na classificação e manteve a primeira posição, sem que nenhum de seus jogadores estivesse entre os 50 primeiros da HLTV. 

Com um jogo de equipe sólido e boa cobertura, a OG terminou bem em vários eventos importantes, incluindo o segundo lugar no Intel Extreme Masters XV - New York Online: Europe e Flashpoint Season Two. Rumo a 2021, a equipe se empenhará em sua primeira grande vitória. 

FURIA 

Foto via StarLadder

Como a única equipe de fora da UE nesta lista, a FURIA finalmente deu o salto que muitos esperavam, marcando mais um ano de melhorias consistentes e chegando ao topo de todos, exceto um dos 17 torneios em que competiram ao longo de 2020. 

Yuri "yuurih" Santos foi um jogador de destaque, já que ele e seus companheiros dominaram os eventos americanos e conseguiram competir com os melhores times do mundo na Europa também. A FURIA acabou vencendo quatro eventos e terminando entre os três primeiros em seis outros, incluindo DreamHack Masters Winter 2020: Europe, junto com vitórias contra nomes como Heroic e OG. 

BIG

Foto via DreamHack

A BIG foi indiscutivelmente o time mais dominante da UE competindo durante o primeiro semestre, vencendo alguns torneios massivos como DreamHack Open Summer 2020: Europe e cs_summit 6 Online: Europe, derrotando Team Vitality e Heroic, entre outros times fortes. 

Eles tiveram uma grande queda em outubro. Mas no final do ano, Johannes "tabseN" Wodarz tinha a equipe de volta à sua melhor forma, terminando em terceiro no BLAST Premier: Fall 2020 e Intel Extreme Masters XV - Global Challenge para encerrar o ano.

Heroic

Foto via DreamHack

A Heroic é a primeira de várias equipes que deram um grande salto em 2020, entrando no escalão superior do competitivo do CS:GO enfrentando os melhores e fazendo isso com uma equipe que passou por uma mudança estranha em abril. 

Casper "cadiaN" Møller e a equipe da Heroic deveriam ser adquiridas pela FunPlus Phoenix em março, mas o negócio fracassou e após um mês jogando com a nova organização, todos os cinco jogadores voltaram à equipe da Heroic. Depois de se acalmar e fazer alguns movimentos, incluindo trazer o pilar da OpTic Gaming e o ex-jogador da Heroic Nikolaj "niko" Kristensen, a equipe partiu para os jogos. 

Com vitórias no DreamHack Open Fall 2020 e ESL One: Cologne 2020 Online - Europe sobre times como Team Vitality e Astralis, a Heroic foi uma das maiores histórias de sucesso de 2020. 

Natus Vincere

Foto via ELEAGUE

Depois de uma campanha bastante decepcionante em 2019, a Na'Vi conseguiu recuperar um lugar no topo do meta em constante mudança do CS:GO

Com a adição de Ilya "Perfecto" Zalutskiy para iniciar o ano e a excelência contínua de Oleksandr "s1mple" Kostyliev, a Na'Vi ficou entre os quatro primeiros de todos, exceto dois eventos em que competiu ao longo do ano. Isso inclui vencer o evento showmatch Gamers Without Borders e o WePlay! Clutch Island. 

Apesar de não ter garantido uma vitória em um torneio importante este ano, a Na'Vi ficou em segundo lugar por duas vezes em eventos de alto nível. Na ESL Pro League Season 12: Europe, eles levaram a Astralis ao limite e quase conseguiram a vitória, e no mês passado fizeram o mesmo com a Vitality no Intel Extreme Masters XV - Pequim Online: Europa.

Team Vitality

Foto via EPICENTER

Uma das vantagens de ter um dos, senão os melhores jogadores do mundo, é que provavelmente você sempre será considerado um dos melhores times do mundo também. 

Houve alguma incerteza no início com a Vitality, mas a equipe conseguiu estabilizar seu desempenho no início do ano, onde conseguiu três segundas posições consecutivas e acabou vencendo duas majors no último mês. Eles conseguiram derrubar a Na'Vi e ganhar o Intel Extreme Masters XV - Pequim Online: Europa e até derrotaram a Astralis para levar para casa o título BLAST Premier: Fall 2020. 

Como se isso não bastasse, a organização também contratou o craque Mathieu "ZywOo" Herbaut para uma prorrogação de contrato que o manterá na equipe até 2024. Isso foi uma grande reviravolta.

Astralis

Foto via DreamHack

Mais um ano, outro lugar no topo do ranking para Astralis após fechar 2020 com um total de três grandes vitórias, incluindo a última do ano no Intel Extreme Masters XV - Global Challenge.

Este é o terceiro ano consecutivo da equipe no topo do ranking de poder do CS:GO, incluindo a equipe número um no ranking mundial da HLTV (em 24 de dezembro). Mas a equipe lutou muito no começo do ano, caindo para seu ponto mais baixo no ranking mundial desde novembro de 2016, até 17 de agosto, antes de saltar de volta para o número um em meados de outubro. 

Apenas olhando para os últimos três jogos que Nicolai "dev1ce" Reedtz e a Astralis jogaram no Intel Extreme Masters XV, eles conseguiram derrotar a Vitality, a Na'Vi e a Team Liquid em uma fila para ganhar o torneio. Isso por si só é uma prova de quão forte a equipe da Astralis ainda é quatro anos depois que seu núcleo se juntou à organização.


Menções honrosas vão para a G2 Esports por conseguir alcançar o primeiro lugar no início deste ano e a Complexity por voltar aos 20 primeiros depois de chegar ao fundo do poço no final de 2019.

Artigo publicado originalmente em inglês por Cale Michael no Dot Esports no dia 24 de dezembro.