Mesmo banido da Twitch, Dr Disrespect ainda é o terceiro streamer mais visto de Call of Duty: Warzone em 2020

A lenda vive.

Foto via MLG

Apesar de ter sido banido da Twitch perto do fim de junho, Dr Disrespect ainda é o terceiro streamer de Call of Duty mais visto em 2020, segundo relatórios de Unikrn.

Antes de ser banido, Disrespect tinha 12,21 milhões de horas vistas entre Call of Duty: Warzone e Modern Warfare, e ganhou 234.000 seguidores ao jogar esses jogos.

O streamer ficou atrás apenas de NICKMERCS e TimTheTatMan na lista, que foi compilada até 5 de agosto, segundo Unikrn. NICKMERCS tem o insano número de 29,1 milhões de horas vistas e ganhou quase 500.000 seguidores ao jogar CoD.

StreamerHoras vistasTotal de seguidoresSeguidores ganhos ao jogar CoD
NICKMERCS29,1 milhões3,93 milhões499.000
TimTheTatMan14,19 milhões5,13 milhões235.000
Dr Disrespect12,21 milhões4,45 milhões234.000
Swagg11,1 milhões710.000495.000
Symfuhny10,2 milhões2,27 milhões376.000
MontanaBlack889,2 milhões2,85 milhões184.000
TeePee8,67 milhões504.000151.000
Tfue6,97 milhões8,82 milhões237.000
Cloakzy6,19 milhões2,1 milhões210.000
Summit1g5,97 milhões5,38 milhões164.000
Estatísticas via Unikrn (Twitch, TwitchMetrics, TwitchTracker, SullyGnome)

Logo depois do Dr Disrespect está Swagg, que ganhou 495.000 de seus 710.000 seguidores totais em transmissões de Warzone. Outros grandes streamers como Symfuhny, TeePee, Tfue, Cloakzy e Summit1g completam a lista.

Warzone foi uma parte importante da cultura do streaming desde seu lançamento, em março. O jogo é um dos maiores da Twitch desde então e recentemente atingiu a marca de 75 milhões de jogadores.

Com a atualização da temporada 5 nesta semana, adicionando muitas novidades a Modern Warfare e a Warzone, os números dos streamers acima só vão aumentar.

Enquanto isso, Disrespect continua no limbo. Ainda não foi revelado um motivo para seu banimento em mais de um mês do acontecido, e ele não fez nenhuma declaração ou anúncio sobre seu futuro a não ser por algumas entrevistas no começo de julho.

Artigo publicado originalmente em inglês por Scott Duwe no Dot Esports no dia 05 de agosto.