Respawn enfraquecerá Caustic e fortalecerá Crypto na temporada 12 de Apex

O Drone está recebendo algumas atualizações.

Imagem via Respawn Entertainment

A próxima temporada de Apex Legends, Rebeldia, está programada para ser lançada em 8 de fevereiro. Com ela, vem uma infinidade de mudanças de balanceamento para agitar a forma como os jogadores lidam com as atualizações em Olympus e o novo modo Controle por tempo limitado.

Enquanto apenas algumas peças significativas mudaram desta vez, Crypto foi o centro das atenções, recebendo alguns fortalecimentos em seu drone e suas habilidades, conforme explicado pela Respawn em uma entrevista coletiva no início desta semana. Os jogadores de Caustic não tiveram tanta sorte. Caustic receberá um enfraquecimento em suas armadilhas de gás que o tornam um adversário mais fácil de enfrentar.

A forte dependência do uso manual de seu drone por Crypto foi o problema que suas novas mudanças pretendem resolver. Embora extrair o máximo de utilidade do drone ainda exigirá que o próprio Crypto assuma os controles, os jogadores agora têm acesso a um modo de implantação arremessável. Se o botão de habilidade for apenas pressionado uma vez, o drone voará na direção que você está mirando e percorrerá uma curta distância antes de assumir uma posição. Isso permitirá implantações rápidas que permitem que você permaneça em ação se precisar apenas de uma varredura superficial nas proximidades. Se você quiser usar a habilidade como funcionava tradicionalmente, mantenha pressionado o botão para ir direto para o ponto de vista do drone. Pelo ponto de vista do drone, uma série de melhorias de qualidade de vida também foram feitas na interface do usuário. Você terá mais informações para trabalhar quando se trata do status de sua equipe e de si mesmo.

Caustic, por outro lado, verá mais enfraquecimentos em seu kit. Na 12ª temporada, as armadilhas de gás continuarão sendo destrutíveis mesmo depois de acionadas, permitindo que os jogadores removam seu impacto prematuramente. Sua antiga funcionalidade era vista como um ponto problemático, pois poderia transformar armadilhas ativadas em cobertura temporária e indestrutível, diminuindo o papel de habilidades como as fortificações de Rampart até certo ponto. A Respawn não viu uma mudança significativa no poder do Caustic a partir dessa mudança durante os testes de jogo, mas deve tornar a lenda um pouco mais fácil de enfrentar.

Questões sobre outras lendas também foram levantadas, principalmente Gibraltar após seu contínuo papel integral no jogo profissional. O designer de balanceamento, John Larson, reconheceu que Gibraltar era muito forte no meta atual, mas que o melhor caminho a seguir para encontrar um equilíbrio ainda era um desafio. Ele está mais abaixo na lista de prioridades para mudanças, pois suas habilidades são vistas para melhorar o tiroteio de Apex e aproveitar seus pontos fortes, mas um enfraquecimento no futuro não está descartado. Bangalore também foi mencionada, mas Larson afirmou que eles vêem Bangalore como a marca d’água para onde o equilíbrio deve estar em Apex Legends e que preferem ajustar as lendas ao seu redor do que a própria Bangalore.

A lista de armas não viu mudanças significativas além das mudanças sazonais de diferentes armas entre o pacote de suprimentos, a bancada de fabricação e o espólio no chão. No entanto, algumas armas dominantes verão mudanças de balanceamento, incluindo a Flatline, que agora causará um dano a menos por bala, e o Triple Take, que está tendo seu dano por bala reduzido de 23 para 21. O Volt também verá uma rodada de fortalecimentos, causando dois danos extras por bala e tendo duas cargas adicionais no carregador, à medida que sai do espólio no chão e entra no pacote de suprimentos na próxima temporada.

Você pode conferir todos esses ajustes e atualizações no Apex quando Rebeldia for lançado em 8 de fevereiro.

Artigo publicado originalmente em inglês por Alexis Walker no Dot Esports no dia 01 de fevereiro.