Respawn adianta o lançamento da temporada 6 de Apex Legends, Potência Máxima, em 12 horas

A nova temporada começa em 18 de agosto, às 2 da manhã (horário de Brasília).

Captura de tela via Respawn Entertainment

Os fãs mais ansiosos para a sexta temporada de Apex Legends não vão mais precisar esperar tanto quanto era previsto. A Respawn adiantou o lançamento de Potência Máxima, nova temporada do battle royale, em 12 horas. Agora ela fica disponível às 2h da manhã do dia 18 de agosto, no horário de Brasília, e não mais às 14h como de costume.

O trailer de lançamento da temporada revelou que ela será lançada em 18 de agosto. O trailer mais recente, porém, termina com uma nova data: o dia anterior. A Respawn confirmou no Twitter que o lançamento havia sido adiantado em 12 horas, para as 2h da manhã no horário de Brasília. No fuso horário do Pacífico, que é o usado pela desenvolvedora, ainda serão 22h do dia 17, por isso a data aparece diferente.

É uma mudança no cronograma já estabelecido por Apex em suas atualizações, como funcionava desde as primeiras temporadas. Os novos conteúdos, incluindo eventos, modos por tempo limitado e até caçadas, normalmente ficavam disponíveis às 14h BRT. A sexta temporada, porém, será uma exceção.

Durante a pandemia de COVID-19, títulos como Call of Duty mudaram seu horário de atualização para a madrugada ou o início da manhã, provavelmente para reduzir a lotação no servidor no lançamento das temporadas. É possível que a Respawn esteja seguindo a mesma lógica, em uma tentativa de minimizar os problemas no servidor durante o lançamento. Levando em conta que as missões de temporada derrubaram os servidores de Apex e que a quinta temporada teve grande engajamento e retenção de jogadores, a medida tomada para a próxima atualização pode ter como objetivo proteger os servidores de Apex.

Com a sexta temporada, Potência Máxima, chegam diversas novidades. A nova lenda, Rampart, chega aos Jogos Apex com a nova submetralhadora Volt e uma versão atualizada dos Confins do Mundo, cujo objetivo é ter “mais opções de rotações e alguns pontos bem complicados”, além de uma nova mecânica de mapa.

Artigo publicado originalmente em inglês por Pedro Peres no Dot Esports no dia 14 de agosto.