Meta de Yu-Gi-Oh! Master Duel explicado

Um novo jogo significa um novo meta.

Imagem via Konami | Remixado por Cale Michael

Yu-Gi-Oh! Master Duel foi projetado desde o início para atuar como uma experiência totalmente digital para jogadores de TCG e OCG, proporcionando uma experiência central para as maiores áreas de competição de Yu-Gi-Oh!.

Isso marca a primeira vez que a Konami lançou um jogo de serviço ao vivo que oferece uma experiência comparável ao jogo de cartas físico, e a empresa eventualmente planeja que o Master Duel seja apresentado como um segmento oficial do Campeonato Mundial de Yu-Gi-Oh!, o que significa que a plataforma sediará eventos competitivos e casuais em todo o mundo. 

No lançamento, o Master Duel apresenta uma lista básica de mais de 10.000 cartas e usa uma versão exclusiva da lista de cards Proibidos e Limitados que mistura elementos do TCG e OCG. E, embora não inclua alguns dos conjuntos mais recentes ou todos os produtos secundários lançados, isso dá aos duelistas a oportunidade de jogar decks e estratégias que não estavam disponíveis devido à lista de proibições ou funcionam melhor no formato atual do Master Duel

Porque o Master Duel está funcionando como uma terceira versão do tradicional Yu-Gi-Oh!, o meta para partidas ranqueadas é um pouco mais difícil de contextualizar. 

A maioria dos decks que você verá no topo dos ranques do Duelo Ranqueado e as classificações de uso refletirão no meta atual tanto no TCG quanto no OCG, puramente porque os três formatos são de natureza muito semelhante. Mas com a lista de proibições mistas, há mais liberdade para os jogadores experimentarem e trazerem de volta estratégias antigas que podem não ser viáveis ​​no jogo físico. 

Há também outro aspecto importante a ser levado em consideração ao pensar no meta do Master Duel: jogadores novos e antigos. 

Com o quão acessível é o Master Duel, milhares de jogadores estão escolhendo Yu-Gi-Oh! pela primeira vez em anos, e muitos deles provavelmente nunca jogaram em um torneio real. Isso resultará em ranques mais baixos sendo preenchidos com arquétipos nostálgicos como Mago Negro, Dragão Branco de Olhos Azuis e Exodia, à medida que os jogadores começam a aprender, adaptar e criar decks mais meta-relevantes. 

Perto do topo, você provavelmente encontrará muitos jogadores executando variações de Drytron, Tri-Brigade, Zoodiac Tri-Brigade, Pure Zoodiac e Virtual World. Outros decks como Prankkids, variações de Shaddoll Invoked Dogmatika, Bird-Up! (Tri-Brigade/Lyrilusc), e Adamancipator também estará lá em cima. 

Enquanto sobem de Iniciante para Platina, os jogadores provavelmente encontrarão Sky Striker e Eldlich com mais frequência fora das estratégias mencionadas anteriormente. Sky Striker é um arquétipo popular com alguma viabilidade e Eldlich é uma estratégia que os jogadores que retornam podem aprender facilmente, já que várias opções não exigem combos extensos ou uso do Extra Deck para vencer. 

Também existem dominantes como Salamangreat e Thunder Dragon, que têm muito potencial como decks fáceis de construir, mas não têm o mesmo poder de permanência de algumas opções principais.

Se você souber usar um deck e ele tiver várias condições de vitória, há uma boa chance de você voar pelas classificações e acabar no Platina antes que perceba, mesmo que não seja considerado “meta”. A Primeira Temporada Ranqueada do Master Duel será o teste para o jogo enquanto os jogadores trabalham para navegar no novo sistema.

Artigo publicado originalmente em inglês por Cale Michael no Dot Esports no dia 24 de janeiro.