Mais de 2.400 jogadores de PUBG Mobile foram banidos por 10 anos por trapaça

Aumentaram as duras medidas aplicadas aos que trapaceiam.

Imagem via PUBG Corp

A PUBG Corporation baniu mais uma leva de jogadores que removeu quase 2.400 deles de seus servidores de PUBG Mobile. É mais uma tentativa de limpar o jogo de trapaças e hacks.

“Sempre lutamos para entregar um ambiente de jogo que seja justo e que possa ser aproveitado por todos os jogadores, e também lutamos para prevenir trapaças”, disse a PUBG Corp. “Gostaríamos de lembrar todos os jogadores da importância do jogo justo e agradecer por manter PUBG Mobile justo e divertido.”

PUBG é um dos jogos de battle royale que está há mais tempo na ativa, mas sempre houve uma abundância de trapaças e hacks inundando os servidores de todo o mundo. Desta vez, os jogadores foram banidos por 10 anos por diversos motivos, incluindo modificadores de recuo de armas, miras automáticas e uso de um cliente de jogo não-oficial.

A empresa também revelou detalhes de todas as contas que foram banidas: nome da conta, ID, servidor e classificação. Isso deve impedir alguns casos futuros, já que a PUBG Corp. tem mantido vigilância constante no que se refere a trapaças.

A equipe de PUBG pediu para todos os jogadores denunciarem qualquer possível ocorrência em seus jogos, para que eles possam continuar o mais justo possível para os jogadores de verdade.

Artigo publicado originalmente por Tyler Esguerra em inglês no Dot Esports no dia 07 de outubro.