Tweet do Summit1G ‘inocente até que se prove o contrário’ provoca reações polarizadas

O tweet de Summit acontece depois que várias pessoas dentro do jogo disseram que foram assediadas e agredidas sexualmente.

Captura de tela via Summit1G

Em resposta a inúmeras acusações de assédio sexual e agressão nas últimas semanas, o popular Summit1G, da Twitch, twittou: “Inocente até que se prove o contrário … a menos que seja na Internet, onde fazemos coisas ao contrário.”

As respostas do tweet incluem muitos que concordam com Summit e muitos que discordam muito dele. Outros criadores de conteúdo, incluindo Asmongold, Malik Forté e CrReaM, contribuíram para a conversa de várias maneiras.

O CrReaM, por exemplo, disse que conhece “algumas das mulheres com quem isso aconteceu”, o que levou a Summit a perguntar se um homem acusado de agressão sem provas deveria ser cancelado. Os streamers iam e voltavam antes de concordar que ninguém naquele momento deveria ser ignorado.

Asmongold aparentemente concordou com o tweet de Summit. O streamer de World of Warcraft disse que “é possível apoiar e levar a sério alguém que está fazendo uma denúncia, enquanto não cancela imediatamente a pessoa contra a qual ela foi feita”.

Snaps, streamer da Twitch, que disse que foi assediada sexualmente em abril de 2018 por outro streamer, respondeu ao tweet inicial de Summit dizendo: “Isso é tudo o que você tem a dizer sobre o que está acontecendo? Decepcionante, mas não surpreendente.”

Muitos homens e mulheres, apresentaram denúncias de agressão ou assédio sexual. Em alguns desses casos, a pessoa que a suposta vítima disse ter agredido ou assediado foi demitida ou suspensa de suas respectivas organizações.

O apresentador e streamer de Dota 2 Grant “GRANDGranT” Harris foi acusado por várias mulheres de assédio sexual e foi mandado em bora da Evil Geniuses logo depois. Além disso, o CEO do Online Performers Group, Omeed Dariani, também foi acusado de conduta inadequada, o que levou a ele a renunciar ao cargo e a dezenas de clientes do OPG a cortar laços com a organização.

Artigo publicado originalmente em inglês por Preston Byers no Dot Esports no dia 24 de junho.