Esports são esportes?

É interessante tentar definir as coisas.

Imagem via Riot Games

Muitos já perguntaram se esports contam como esportes, seja com boas ou más intenções, muitas vezes ao longo do ano. A sua opinião pessoal sobre isso depende de vários fatores, como onde cresceu, o que fazia na escola, etc.

A definição técnica de esporte é “uma atividade envolvendo esforço físico e habilidade em que um indivíduo ou time compete com outro ou outros para fins de entretenimento”.

Por essa definição, esports com certeza são esportes. O nível de esforço físico necessário para jogar um esport não é o mesmo que, digamos, do futebol ou basquete, mas há sim esforço físico. Ainda há o elemento da competição como forma de entretenimento: esports também lotam arenas em muitos lugares do mundo. Se lotar arenas e precisar de extrema coordenação não define esses jogos como esportes, o que define?

Há aqueles que dizem que o nível de esforço físico é muito distante daquele das competições que costumam ser chamadas de “esportes”. Assim como não vemos o boliche e o xadrez na mesma categoria que o tênis, não vemos os esports da mesma forma que os esportes fisicamente mais exigentes. Fora alguns casos isolados, jogar League of Legends não faz o jogador suar como uma partida de tênis. Esse argumento se vale da ideia de que o esforço físico nos esports e nos esportes tradicionais é tão distante que os dois não cabem na mesma categoria.

Mas isso não exclui os esports da categoria de esporte. Sem uma definição rápida e precisa, é difícil dar uma resposta definitiva. Sempre haverá bons argumentos a favor e contra, mas há também muitos argumentos infundados que visam apenas diminuir os esports.

Sempre haverá aqueles que não vêm os esports como esportes e talvez eles não estejam errados. Mesmo que estejam, sinceramente, quem liga? Os esports têm seu próprio ecossistema com jogadores profissionais, grandes negócios e arenas lotadas. A distinção fraca de ser um “esporte de verdade” não importa muito nem para alguns dos que insistem que os esports não são esportes. É uma tática usada para manter os esports longe da relevância para as massas.

Os termos usados por essas pessoas, que têm interesse em manter os esports à margem da relevância até que possam lucrar com eles, não importam. Os esports são esportes? Você tem argumentos para acreditar que sim e que não.

Esports não precisam ser reconhecidos como esportes para serem bem-sucedidos. Se forem, ótimo! É bom ser reconhecido por conquistas atléticas e ser um esporte certamente vai ajudar na aceitação popular dos esports, levando os jogos a mais espectadores e fazendo a comunidade crescer. Se não forem reconhecidos, ainda vão continuar crescendo à medida que os jogos se tornam mais populares, então as distinções não vão fazer diferença.

Em breve, mas não agora, quando as Olimpíadas se pronunciarem, talvez tenhamos uma definição de fato. Mas também é fato que os esports são grandes e continuarão crescendo. Então, por enquanto, não há uma resposta definida para a pergunta dos esportes, nem precisa haver.

Artigo publicado originalmente em inglês por Hunter Cooke no Dot Esports no dia 25 de abril.