CD Projekt Red sofre ataque cibernético

"Não vamos cumprir as demandas nem negociar."

Imagem via CD Projekt Red

Após terminar 2020 de forma bem difícil, a desenvolvedora CD Projekt Red enfrentou outro problema. A desenvolvedora sofreu um ataque cibernético que ameaçou expor alguns códigos-fonte de grandes títulos de seu catálogo.

Ontem, a empresa compartilhou uma declaração, explicando que a situação havia comprometido alguns sistemas internos.

“Um atacante não-identificado teve acesso não-autorizado à nossa rede interna, coletou certos dados que pertencem ao grupo CD PROJEKT e deixou um bilhete de resgate, que agora compartilhamos publicamente”, disse a CD Projekt Red.

O bilhete foi compartilhado em captura de tela junto com a declaração da empresa. Segundo os infiltradores, eles teriam cópias do código-fonte de Cyberpunk 2077The Witcher 3Gwent e uma versão não-lançada de The Witcher 3.

Além dos jogos, o bilhete diz que documentos confidenciais foram copiados dos setores de contabilidade, administração, jurídico, recursos humanos, relações com investidores e mais.

Apesar da ameaça de ter esses documentos divulgados para o público, a CD Projekt Red afirma que não vai negociar e não há nada que prove que os atacantes tenham, de fato, acesso aos documentos.

A empresa ainda está investigando que dados foram acessados no incidente, mas não acredita que dados pessoais de jogadores ou serviços de usuário tenham sido expostos.

No ano passado, a desenvolvedora enfrentou críticas após o lançamento do aguardado RPG de mundo aberto Cyberpunk 2077. A maior parte delas surgiu porque, no lançamento, o título estava quase impossível de jogar nos consoles da geração passada, como PS4 e Xbox One X.

Artigo publicado originalmente em inglês por Ryan Galloway no Dot Esports no dia 09 de fevereiro.