Melhor configuração de Bullfrog para Call of Duty: Warzone

Croac-croac.

Screengrab via Activision

A lista de armas de Call of Duty: Warzone é enorme e ainda maior agora, graças à adição de mais de 30 armas de Call of Duty: Black Ops Cold War.

Uma das armas de Cold War adicionadas ao Warzone é o Bullfrog. Outra versão dele já está no jogo como o PP19 Bizon de Modern Warfare, mas as duas armas têm um desempenho bem diferente.

O Bullfrog começa com 50 balas em seu carregador em formato de tubo de aparência estranha, mas pode ser estendido para até 85, embora seja um pouco de exagero. De qualquer forma, é eficaz em fragmentar a armadura inimiga.

Como as armas são enfraquecidas e fortalecidas, vale a pena aumentar o nível de várias armas para estarem prontas para quando o meta mudar. O Bullfrog está indo bem em Warzone graças ao seu alcance e danos confiáveis.

Aqui está a melhor configuração para o Bullfrog em Warzone.

Melhor configuração para Bullfrog em Warzone

Screengrab via Activision
  • Boca: Supressor GRU
  • Cano: Estriado 7.6″
  • Acoplamento: Empunhadura Spetsnaz
  • Munição: Carregador Rápido
  • Cabo: Tiras Serpente

Esta configuração é um fortalecimento completo para a precisão, dano e alcance do Bullfrog. Ele já tem mobilidade e controle decentemente altos, então alguns podem ser sacrificados para ajudar a maximizar sua habilidade de matar de perto.

A cadência de tiro mais lenta do Bullfrog significa que você pode lutar contra armas como o Mac-10, que se despedaçam de perto, mas o Bullfrog se destaca em confrontos de médio alcance.

É uma opção sólida como arma secundária em uma configuração de overkill. O Bullfrog complementa facilmente um rifle tático ou um rifle de assalto como o Grau ou AMAX.

Artigo publicado originalmente em inglês por Scott Duwe no Dot Esports no dia 6 de janeiro.