Dois celulares, um espelho e suportes de celular: como este streamer de Wild Rift criou uma configuração dentro do orçamento

Christian Dimaps é marinheiro e não tem acesso a equipamentos de alta tecnologia para streaming.

Imagem via Riot Games

Dois celulares, um espelho e dois suportes de telefone é tudo o que precisa para o streamer filipino Christian Dimaps entreter os espectadores jogando League of Legends: Wild Rift em seu canal de jogos do Facebook Degrees Gaming TV.

O streaming é difícil em qualquer plataforma e geralmente requer uma internet de alta velocidade, um ou dois PCs e uma câmera para hospedar uma transmissão ao vivo de qualidade.

Para Dimaps, no entanto, o acesso a este equipamento não é possível. Ele trabalha como marítimo em uma indústria gravemente afetada pela pandemia de COVID-19 em andamento e não tem internet de alta velocidade ou um laptop. O streamer inicialmente tentou ir ao vivo e jogar Wild Rift em um único telefone. Seus 5Mbps de velocidade Wi-Fi, no entanto, não são adequados para streaming e jogos em um único telefone móvel.

“Não consegui transmitir [em um único dispositivo] por causa da velocidade da internet, é muito lenta”, disse Dimaps ao Dot Esports. “Enquanto estou transmitindo, o jogo fica muito lento.”

Dimaps estava determinado a encontrar uma maneira de transmitir o novo jogo MOBA móvel da Riot Games. Depois de examinar várias maneiras de fazer isso, sua esposa apontou um método exclusivo que um streamer de Mobile Legends: Bang Bang estava usando no Facebook Gaming que poderia resolver seu problema. O streamer estava usando dois telefones celulares e um espelho para ir ao vivo.

“Eu olhei para a configuração dele e pensei, ‘oh, isso é interessante, eu deveria fazer o mesmo”, disse Dimaps.

Ele não foi capaz de fazer isso imediatamente, no entanto. Dimaps tinha um único suporte de telefone e diz que teve que pedir dinheiro emprestado a amigos para conseguir um segundo. Ele então pegou o telefone de sua esposa, um OPPO A13, e o prendeu a um suporte enquanto seu dispositivo, o VIVO V15, era anexado a outro. O telefone de sua esposa é colocado verticalmente e usado para transmissão ao vivo, enquanto Dimaps usa seu telefone pessoal para jogar.

Ele coloca essa configuração em uma pequena mesa em frente a um espelho e se senta em um banquinho. Os espectadores podem ter uma ótima visão do gameplay de Wild Rift e também podem ver Dimaps no espelho. Ele cola pedaços de papel no suporte do telefone e no espelho contendo seu nome no jogo e pede aos espectadores que reajam e compartilhem sua transmissão.

Screengrab via Degrees Gaming TV

O Dimaps conecta o telefone que está transmitindo ao vivo ao Wi-Fi. O outro dispositivo está conectado aos dados móveis, permitindo que ele transmita e jogue simultaneamente sem problemas.

Desde que ele começou a transmitir, há cerca de três meses, seu canal ganhou muita força. Ele tem mais de 2.100 seguidores atualmente. Mas Dimaps ainda não tem certeza sobre seu futuro.

Devido à sua profissão de marítimo, a empresa de Dimaps pode pedir-lhe que assine um contrato a qualquer momento. Isso significa que ele estará navegando em um navio por “oito a nove meses”, sem poder fazer stream.

“Talvez [minha comunidade] fique um pouco solitária porque eles não poderão me ver diariamente”, disse Dimaps. “Mas se houver tempo, tentarei construir minha comunidade, mesmo que não esteja por perto para transmitir.”

Dimaps ainda não sabe ao certo o que fazer quando precisa se ausentar por um longo período de tempo devido ao trabalho. Uma possibilidade, diz ele, é permitir temporariamente que um membro de confiança da comunidade faça streaming em seu canal. Até então, ele estará transmitindo diariamente em sua página de jogos no Facebook.

Quando Wild Rift foi anunciado em outubro de 2019, a Riot insistiu em torná-lo o mais acessível possível. Os baixos requisitos de sistema do jogo o tornam jogável em uma ampla gama de dispositivos, permitindo que histórias como essas sejam contadas.

Artigo publicado originalmente em inglês por Wasif Ahmed no Dot Esports no dia 09 de maio.