VALORANT deve imitar o sistema de gerenciamento de partidas do League of Legends

O atual sistema de ranqueadas do jogo precisa de uma mudança.

Imagem via Riot Games

Faz apenas uma semana que a Riot Games iniciou o teste beta fechado de VALORANT, mas a comunidade já tem algumas queixas sobre o sistema de gerenciamento de partida e como ele combina as pessoas entre as várias categorias do jogo.

Vários streamers e talentos renomados trouxeram problemas que eles notaram durante seu tempo jogando as classificadas do beta fechado, incluindo o popular streamer da TSM Ali “Myth” Kabbani, que disse que jogar sozinho na fila competitiva é como “sabotar” sua própria classificação.

Muitas pessoas se recusam a jogar o modo de classificação do jogo sozinhas, já que jogadores e duplas solo podem competir contra grupos de quatro e cinco. Especialmente em escalões mais altos, esse problema pode ser problemático devido à disparidade na comunicação e na coordenação entre as equipes.

Esse problema também prevaleceu em outro jogo de tiro em primeira pessoa icônico: CS:GO. O talentoso veterano de Counter-Strike Spencer “Hiko” Martin disse que todos os jogos de tiro competitivos cinco contra cinco sofreram os mesmos problemas e “nunca houve uma solução para isso”.

No entanto, existe uma solução bastante simples para resolver esses problemas de confronto: a Riot pode simplesmente pegar o sistema de classificação do League of Legends e aplicá-lo ao VALORANT.

De um título da Riot para outro

Captura de tela via Riot Games

Quando jogadores de VALORANT entram em uma partida competitiva sozinhos, sempre há vários problemas em que precisam pensar além da jogabilidade. O problema óbvio é que eles estão pensando se o time oposto tem um grupo pré-formado de quatro ou cinco.

Isso cria um campo de jogo desigual, onde a maioria de uma equipe carece de comunicação e trabalho em equipe, enquanto o oponente é formado por um esquadrão de amigos que estão acostumados a jogar um com o outro. Como resultado, a equipe formada por jogadores solo estará em grande desvantagem. Isso também impedirá que os jogadores obtenham uma leitura precisa de suas habilidades solo, uma vez que podem confiar muito mais nos outros em um grupo de quatro ou cinco jogadores.

Imagem via Riot Games

O outro problema que se apresenta de tempos em tempos, no entanto, é se o time de um jogador tem um grupo de três ou quatro na fila. Como jogador solo, isso significa que seus próprios colegas de equipe também podem estar em sua própria chamada de voz fora do VALORANT.

Como resultado, você não poderá obter muitas informações durante a rodada, uma vez que eles estão focados em falar um com o outro em sua própria chamada. A maioria das pessoas também não leva tempo, ou não se lembra, de transmitir informações importantes para os jogadores que não estão na chamada, deixando-os sem noção do que a equipe está fazendo.

Os jogadores de League of Legends estavam enfrentando problemas semelhantes em seu próprio sistema de classificação, o que levou a Riot a implementar filas separadas com base em se as pessoas queriam jogar sozinhas, com um amigo ou em grupo de cinco, e cada fila também tinha sua própria classificação.

Caçar como um bando ou como um lobo solitário

Imagem via Riot Games

A fila solo-duo ajudou o sistema competitivo do League em vários aspectos e deve ajudar VALORANT em termos de gerenciamento de partidas. Por ter uma fila separada para jogadores individuais e em duplas, isso impede que qualquer pessoa entre em jogos desiguais.

Os jogadores ainda terão que usar comunicação de voz, já que a maior parte do time é formada por estranhos, e cada time terá os mesmos obstáculos para enfrentar. Ninguém é capaz de ter uma coordenação superior, e cada equipe precisará aprender os pontos fortes e fracos de cada um rapidamente.

Enquanto isso, as filas de equipes podem garantir que cada esquadrão de cinco jogadores enfrente outro esquadrão de cinco, mantendo um campo de jogo equilibrado. As partidas ainda podem ser decididas por jogadores talentosos mecanicamente, mas o nível de trabalho em equipe de cada esquadrão também será testado ao máximo.

Imagem via Riot Games

Além disso, a Riot deve fazer com que os jogadores tenham classificações separadas para cada fila. Atualmente, as classificações de VALORANT são baseadas no desempenho, o que significa que, se você se sair bem individualmente, há uma boa chance de ainda aumentar seu MMR e sua classificação. Esse sistema ainda pode ser aplicado às filas solo e em duplas, uma vez que a habilidade individual provavelmente terá mais precedentes do que o jogo em equipe.

Nas classificadas em equipe, no entanto, as filas e o MMR podem precisar se concentrar mais no desempenho da equipe. Isso ocorre porque muitos jogadores se queixaram de como não conseguem jogar com os amigos no ranking devido à facilidade com que as pessoas caem no MMR depois de alguns jogos ruins.

Imagem via Riot Games

Se o jogo classificado em equipes se basear um pouco mais no desempenho da equipe, os jogadores do mesmo grupo ainda poderão pairar em torno do mesmo MMR e classificação, pois todo o time está perdendo e vencendo ao mesmo tempo.

Por fim, VALORANT ainda está em um estágio beta fechado por um motivo, e a Riot certamente fará mais mudanças radicais nos sistemas do jogo nos próximos meses. Porém, eles podem não precisar procurar muito longe.

Artigo publicado originalmente em inglês por Tyler Esguerra no Dot Esports no dia 09 de maio.