Riot expande detecção de comunicação abusiva no chat por texto e voz em VALORANT

Alguns dos "piores dos piores" infratores receberam restrições de comunicação hoje.

Imagem via Riot Games

O produtor Rae Edwards discutiu o código de conduta de VALORANT no blog de hoje, explicando que mais jogadores começarão a receber restrições de chat e voz.

A comunicação abusiva e ofensiva é, infelizmente, uma ocorrência comum em jogos online. E enquanto a Riot tinha uma estrutura provisória para combater violadores flagrantes, os desenvolvedores do  VALORANT implantaram um novo sistema para melhorar a detecção.

“Também implementamos recentemente um novo sistema de avaliação do chat que já está funcionando em inglês, o que significa que quem joga nos servidores desse idioma poderá encontrar mais jogadores com restrições de chat de texto ou voz.”, disse Edwards. “Nos próximos meses, vamos expandir esse sistema para nossos outros idiomas e melhorar nossa detecção de casos, assim poderemos lidar com outras situações que não sejam tão extremas.”

Edwards também disse que os “piores dos piores” infratores receberam restrições de comunicação hoje. Esses jogadores disseram algo “tão obviamente ruim” que foi fácil de detectar.

O sistema de detecção aprimorado agora está funcionando para falantes de inglês, enquanto outros idiomas serão introduzidos nos próximos meses. A Riot também quer encorajar a comunidade a denunciar violadores, que são enviados aos sistemas de comportamento para revisão.

A Riot estava sob imenso escrutínio por sua falta de ação em relação à toxicidade em seu outro título, League of Legends, no início deste ano. O ex-profissional Voyboy ficou famoso por chamar a atenção da Riot por sua inação que levou ao “triste estado” da fila solo. A empresa respondeu estabelecendo várias mudanças, incluindo um recurso de mudo e denúncia na Seleção de Campeões.

“Discurso de ódio, xingamentos e qualquer outro tipo de ameaça ou bullying não são bem-vindos nos nossos jogos”, disse Edwards. “Os jogadores que recebem restrições de chat também ganham um lembrete sobre usar as ferramentas de comunicação do jogo de forma construtiva – afinal, nós ganhamos e perdemos juntos!”

Artigo publicado originalmente em inglês por Andreas Stavropoulos no Dot Esports no dia 05 de novembro.