Atualização 2.0 de VALORANT tem como alvo os controladores Omen e Brimstone

Brim fortalecido, Omen enfraquecido e Viper no radar da Riot.

Imagem via Riot Games

No Episódio Dois de VALORANT os controladores podem parecer um pouco diferentes.

O Omen é, sem dúvida, o principal em questão de fumaça em qualquer equipe e o agente mais utilizado no jogo. Durante o First Strike: América do Norte, por exemplo, o controlador misterioso foi jogado em 98 por cento dos jogos, de acordo com VLR.gg. A atualização 2.0 do VALORANT  trouxe algumas mudanças de equilíbrio para Omen e Brimstone que podem mudar o cenário do meta competitivo.

"Omen e Brimstone estão competindo desde o beta e geralmente apenas um deles é considerado viável", afirmam as notas da atualização. "Ao dar a cada um dos pontos fortes mais claros, esperamos tornar os dois Agentes fortes em diferentes situações."

Para ajudar Brim a capitalizar o "grande momento de execução do local", a Riot está aprimorando várias de suas habilidades. Seu Estimulante agora não tem tempo para equipar, permitindo que ele mantenha sua arma levantada durante a luta. O custo do Incendiário do Brim está caindo para 200 créditos, de 300, e sua Fumaça Celeste agora terão um alcance colossal de 5.000, de 4.200. A sua duração também está aumentando em cinco segundos, totalizando 19,25, e não fará nenhum som ao confirmar sua localização.

Com um controlador sendo fortalecido, outro está sendo enfraquecido. Paranoia de Omen agora custará 400 créditos, em vez de 200. E a velocidade de projétil de seu Manto Sombrio será muito mais lento, indo de 4.000 para 2.800. Isso deve levar mais tempo para suas fumaças universais serem colocadas.

Embora um controlador estivesse faltando nas notas da atualização, a Riot diz que Viper está em seu radar.

"Acreditamos que ela está apresentando baixo desempenho e estamos procurando maneiras de ajudá-la no futuro", de acordo com as notas da atualização.

Outras mudanças na atualização de hoje incluem o novo duelista Yoru, um novo sistema de classificação de classificação e enfraquecimentos da pistola Classic.

Artigo publicado originalmente em inglês por Andreas Stavropoulos no Dot Esports no dia 12 de janeiro.