A coleção Ancifogo de VALORANT acenderá a chama em seu coração e queimará sua carteira: uma crítica

As skins inspiradas em dragões são únicas. Mas elas valem a pena?

Imagem via Riot Games

Para o desânimo de muitos dos meus amigos, companheiros e colegas, eu comprei a primeira linha skin da Edição Ultra de VALORANT: a Coleção Ancifogo.

Sim, paguei quase US$ 100 para realizar minha fantasia de Game of Thrones e aproveitar o poder dos dragões. Mas se há um lado positivo nisso, além de possuir skins muito impressionantes, é que eu posso dar minha opinião honesta sobre a coleção antes de você gastar sua grana.

Você está literalmente empunhando dragões

Do ponto de vista estético, as skins Ancifogo são maneiras. Os desenvolvedores claramente dedicaram muito tempo e esforço para projetá-las para que sejam dignas do preço elevado. E dar a cada arma sua própria personalidade faz parecer que são seres vivos.

A coleção Ancifogo inclui cosméticos para a Frenzy, Judge, Vandal e Operator, com arma branca, spray, companheiro de armas e cartão de jogador dados de graça. E apesar de você poder desbloquear as skins pagando esse precioso VP, os jogadores ainda precisam desembolsar Radianite para atualizar as animações, efeitos visuais e cores variantes de cada skin.

O que é realmente fascinante em toda a linha de skins é como, quanto mais cara uma arma fica, mais madura é a aparência do dragão. Cada arma tem sua própria personalidade, com a barata Frenzy sendo o irmãozinho irritante e o caro Operador sendo o avô sábio.

Imagem via Riot Games

A Frenzy é um pequeno dragão que está ansioso para lutar. E suas animações capturam perfeitamente sua personalidade, mostrando impaciência e lealdade ao mesmo tempo.

“Por ela ser o ‘bebê’ dessa ninhada, uma animação de recarga ao estilo ‘Me dá! Me dá!’ parecia se encaixar perfeitamente.”, disse a Riot em um post no blog. “[O animador sênior] McSheehan também usou a cauda da Frenzy, o que acabou gerando um efeito de pressa, como se a skin quisesse colocar logo a recarga nas mãos do jogador.”

Imagem via Riot Games

A Judge é o “bruto do grupo”, segundo a Riot, e tem um corpo mais musculoso e uma cabeça mais grossa. Em vez de implorar por uma recarga, o dragão bravo e impaciente usa sua boca na recarga e a esmaga.

Como o Vandal é uma das armas mais populares de VALORANT, muitos jogadores que adquirem o pacote Ancifogo dedicam bastante tempo ao rifle de assalto, e isso não decepciona. A lava vaza da boca, ruge quando você a pega e parece boa de mirar.

Captura de tela via Riot Games

E o Operator é extremamente bem projetado. O dragão é estoico e sábio, aceitando calmamente o cartucho durante a animação de recarga e deixando de lado as animações mais chamativas de seus parentes mais jovens. Suas asas gloriosas se encontram para criar a espetacular mira que se parece com uma pedra preciosa intergaláctica e seu pescoço longo é interessante sem ser estranho.

Essa progressão natural nas personalidades oferece mais do que apenas um visual decorativo e de bom gosto. Você pode se relacionar com o temperamento de cada arma de uma maneira ou de outra, dando vida à arma e permitindo que você se conecte a ela em um nível mais pessoal.

Um dragão de estimação vale as possíveis distrações que o acompanham?

Captura de tela via Riot Games

Deixe-me começar esta seção dizendo que a Coleção Ancifogo não parece dar ao comprador qualquer tipo de vantagem competitiva. A Riot fez sua missão de nunca comprometer a integridade competitiva de uma skin com aparência bacana.

Quando a skin Prism do Operator foi lançada, por exemplo, um jogador de VALORANT descobriu que ela oferecia uma vantagem injusta ao procurar e definir a qualidade do material como baixa.

Captura de tela via Riot Games

O erro deu aos jogadores um campo de visão maior em comparação com outras skins do Operador. A Riot rapidamente entrou em ação e consertou o problema na atualização seguinte e alegou não estar “vendendo poder” com seu “conteúdo cosmético”.

Dito isto, jogadores que compram as skins de Ancifogo podem achar as animações exageradas uma distração.

Captura de tela via Riot Games

Uma comparação lado a lado da retirada do Vandal Ancifogo de nível três com o Vandal Padrão mostra algumas diferenças gritantes. O dragão salta para fora e deixa um rastro de fogo da boca, ocupando uma quantidade considerável do centro da tela. A animação padrão do Vandal cobre o lado direito da tela, mas deixa o centro aberto.

E as impressionantes animações de recarga são tão incríveis que é impossível não olhar para elas. Ao recarregar o Operator, o dragão esmaga a munição em uma explosão de fogo e olha para você esperando para ser alimentado por outra. Colocando isso contra a animação de recarga padrão do Operador, nem chega perto.

Captura de tela via Riot Games

Mas para um jogo de tiro tático competitivo, chato não é necessariamente ruim. Com tanta dependência da habilidade para matar seu oponente primeiro, você não quer ser distraído por um dragão que cospe fogo ameaçadoramente olhando para você e rugindo, especialmente quando há foguetes da Raze e flashes do Phoenix para se preocupar.

É possível, no entanto, que você se acostume com todos os sons chamativos ao longo do tempo ou que isso não o incomode. E isso pode ser simplesmente atribuído à preferência. Você não precisa usar as animações, não precisa usar o VFX e certamente não precisa comprar as skins.

É improvável que qualquer jogador, inclusive eu, se prejudique de alguma forma apenas por jogar com seus companheiros de equipe. Mas fazer um investimento não reembolsável de US$ 90 em algo que você não tem certeza exige pesquisa e pensamento.

O grande dragão na sala

Captura de tela via Riot Games

De longe, a coisa mais controversa sobre a Coleção Ancifogo é definitivamente o seu alto preço.  

O pacote custa 9.900 VP, o que nem é uma opção de compra da loja. Os jogadores são obrigados a comprar 11.000 VP, o que custa cerca de US$ 108 com impostos. A boa notícia é que os jogadores podem economizar os 1.100 VP restantes para o passe de batalha da próxima temporada. Mas ainda é muito mais caro do que os pacotes oferecidos por outros títulos.

No ano passado, o Batman Caped Crusader Pack em Fortnite, por exemplo, incluiu dois trajes, dois acessórios para as costas, uma picareta e um planador por US$ 19,99. Semelhante ao VALORANT, o Fortnite é um jogo gratuito e lança cosméticos com frequência.

Mas o contra-argumento final do preço da coleção Ancifogo é que você não precisa comprá-lo. VALORANT é um jogo gratuito, sem mecânica de pagamento para ganhar, semelhante ao League of Legends e ao Teamfight Tactics. Assim, os jogadores podem sentar e esperar para conseguir uma skin de Ancifogo do cadáver de um jogador caído.

Consenso: Você deve comprar a coleção Ancifogo?

Dragon-Operator-Personality-Exploration.jpg
Imagem via Riot Games

A resposta óbvia é que depende.

A coleção Ancifogo inclui duas armas incrivelmente populares, o Operator e o Vandal. E mesmo que o uso da Frenzy provavelmente tenha aumentado com a chegada do pacote, os jogadores geralmente optam por um Clássico, Ghost ou Sheriff. A Judge é a espingarda superior, mas ainda é situacional, dependendo do agente que você está jogando e do mapa.

Para jogadores que freqüentemente usam as quatro armas, o pacote definitivamente vale a pena. E a faca atualizada é linda. Mas se você estiver interessado em apenas um dos itens, comprá-los individualmente pode ser a melhor opção.

Lembre-se de que cada arma Ancifogo custa 2.475 VP (US$ 25) e a faca custa 4.950 VP (cerca de US$ 45). Portanto, gastar dinheiro com todo o pacote é mais econômico do que pegar dois ou três itens individuais, e a Riot agrega mais alguns cosméticos.

Mas se você está preocupado em se distrair ou não é um grande fã de dragões (quem quer você que seja), não tenha medo de ignorá-las e esperar por outro pacote. Definitivamente haverá mais.

Artigo publicado originalmente em inglês por Andreas Stavropoulos no Dot Esports no dia 13 de julho.