Riot explica por que o TFT é um modo de jogo, em vez de um jogo separado

Existem prós e contras que a Riot considerou.

Imagem via Riot Games

O Teamfight Tactics é um dos jogos mais populares do gênero desde o seu lançamento em junho de 2019. Sua base de jogadores é forte e o jogo muda constantemente com o novo conteúdo, muitas pessoas se perguntam por que ele não foi dividido em seu próprio jogo.

Hoje, porém, a Riot Games forneceu algumas das razões em um blog de desenvolvedor recente.

“A abordagem atual fornece eficiência de desenvolvimento quando se trata de criar código e conteúdo, tanto para o TFT quanto para o lado MOBA do LoL, o que significa que podemos fazer mais do que de outra forma”, disse o diretor de jogos da Riot, Andrei “Meddler” van Roon.

A Riot também disse que, uma vez que os jogadores de TFT e Summoners Rift comum se sobrepõem, é importante manter o movimento entre os dois jogos fácil e sem complicações. Os jogadores não precisam se conectar a outro cliente, pois podem acessá-lo em conjunto com as partidas ranqueadas e casuais do Rift.

O trabalho necessário para dividir os dois jogos também seria bastante significativo. Esse projeto levaria um tempo que “poderia ser gasto no desenvolvimento ou aprimoramento de outros recursos”, disse Meddler. Por fim, a mudança não valeria a pena, o jogo já está funcionando sem problemas para os usuários.

A Riot revelou alguns planos futuros para o TFT , incluindo a separação do histórico de jogos TFT, um centro de notícias dedicado ao jogo e a garantia de que as bordas do TFT não sejam vistas em Summoners Rift.

Artigo publicado originalmente em inglês por Tyler Esguerra no Dot Esports no dia 13 de março.