O TFT Post Mortem analisa a atualização 11.16, dicas sobre os futuros fortalecimentos de Lucian e Kayle

Mortdog discute os acertos e erros da atualização anterior e dá dicas sobre o que podemos esperar da 11.17.

Imagem via Riot Games

O meta do Conjunto Cinco Contestação atingiu um estado de equilíbrio após as alterações da atualização B na semana passada, de acordo com o líder de design de jogo do Teamfight Tactics, Stephen “Mortdog” Mortimer, e Riot Kent no resumo Post Mortem 11.16

Mortdog disse que a intenção da equipe do TFT com as atualizações mais recentes é estabilizar o meta e evitar o que ele chamou de “meta thrashing”: uma mudança dramática na força de uma certa composição de alto para baixo, de atualização para atualização.

Com essa ideia em mente, Mortdog menciona que está meio que feliz que a equipe dominante no meta da 11.16, Tristana Diabólicos, viu apenas pequenos ajustes, apesar de precisar de outro enfraquecimento na atualização B seguinte, porque suaviza a transição de potência longe das unidades dominantes.

A atualização 11.16 introduziu mudanças de balanceamento divididas em “grandes” e “pequenas”. Supõe-se que grandes ajustes impactam diretamente o meta, enquanto mudanças menores não deveriam ter causado grandes mudanças. A atualização também ajustou itens Radiantes, com Mortdog e Kent geralmente concordando que eles acertaram o alvo com essas mudanças, e apenas ajustes menores seriam necessários.

As mudanças em Canhoneiros e Emissários da Escuridão e a maioria dos outros pequenos ajustes na atualização 11.16 foram bem sucedidos. Mort viu problemas com o nível de poder de uma característica como Patrulheiro, que pode precisar de algum tipo de retrabalho se for reaparecer em conjuntos futuros, e também Gwen e Sett, que podem precisar de alguns pequenos fortalecimentos para ver qualquer uso antes do final do conjunto.

Com este espírito de evitar o “meta thrashing” a maioria das mudanças maiores, sejam os enfraquecimentos de Lucian, os fortalecimentos de Galio ou as mudanças de Abominação ou Legionário, Mortdog e Kent geralmente concluem que a maioria dos ajustes foram benéficos, então ainda há espaço para empurrar ainda mais essas mudanças. Karma e Nocturne também receberam mudanças nesta atualização e irão requerer mais assistência para ver qualquer tempo de jogo estável no meta. Por outro lado, Irelia agora está um pouco menos tanque, e Tristana é menos capaz de acabar com o time inimigo.

Com a atualização 11.17 no horizonte, Mort e Kent também delinearam várias mudanças que provavelmente virão com a atualização, a saber, algumas mudanças adicionais no Nocturne que tirarão algum poder de sua versão de três estrelas, um mini-retrabalho e fortalecimento para a principal carregadora do legionário, Kayle, e um pouco de amor a Lucian, que foi atingido com um martelo de enfraquecimento em atualizações anteriores.

A equipe também prevê um possível retrabalho do item Mercúrio, sugerindo que ele pode receber “alguns de seus bônus Radiantes permanentemente, então não será tão ruim construí-lo como um item defensivo que chegar na última parte do jogo.” O item raramente é usado, pois não oferece estatísticas valiosas para os campeões.

A atualização 11.17 vai ao ar em 25 de agosto e, como de costume, os jogadores podem testar quaisquer alterações futuras via APT uma semana antes do lançamento da atualização no TFT

Artigo publicado originalmente em inglês por Samuel O’Dwyer no Dot Esports no dia 22 de agosto.