Com a atualização 9.14, começa o reino dos demônios em TFT

Demônios? Onde?

Imagem via Riot Games

A composição de demônios não foi exatamente forte no jogo de combate automático de League of Legends, Teamfight Tactics, desde o lançamento, mas agora, com a última atualização, é uma das mais fortes que existem.

Patrulheiros? Não. Cavaleiros? Chato. Vamos fazer uma composição bem salada mista: um assassino, um metamorfo, um mestre das lâminas e um elementalista. De primeira, não faz nenhum sentido, mas, já que eles têm aquela palavrinha “Demônio” em comum, são a combinação perfeita.

A composição de demônios funciona tão bem agora por várias razões bem óbvias. As razões óbvias são melhorias simples e corriqueiras; melhorias corriqueiras e muito potentes.

O wombo do combo

O bônus da composição de demônios é seu próprio wombo combo.

Pega um monte de campeões quaisquer que não parecem ter nada em comum e adiciona um efeito terrível de dano verdadeiro ao contato a todos os ataques. Quem precisa daquele combo horrendo de Leona/Sejuani quando pode ter um monte de campeões causando dano verdadeiro em ataques básicos? Nem eu, nem você, nem ninguém.

Agora, depois das melhorias, os demônios chegam até incríveis 85% de chance, em seis demônios, de converter mana do inimigo em dano verdadeiro. E, já que os demônios estão entre as poucas sinergias que têm mais campeões do que o necessário para ativar a passiva (há sete deles, e você precisa de seis para o maior bônus), as chances de conseguir todos são melhores que com Yordles e Nobres, por exemplo.

Na tentativa de completar uma composição de Yordle ou Nobre, pode ser difícil conseguir o último campeão, seja o Gnar ou a Kayle, porque são raros e você precisa arriscar muito. O mesmo vale para os Imperiais, que têm dois campeões caros, Swain e Draven, este sendo o menos raro.

Em Aatrox confiamos

O bônus mais forte da composução de demônios aumentou e alguns demônios também receberam melhorias individuais interessantes. O melhor deles foi Aatrox.

O custo de mana da ultimate dele diminuiu, e a habilidade até causa mais dano agora. Muitos jogadores de TFT estão usando itens de dano de habilidade e mana nele. Uma combinação de itens potente, no momento, é Espada Laminar Hextec com Lança de Shojin. Isso garante muito dano e cura.

Depois de Aatrox, vários outros demônios também receberam melhorias. Elise, Evelynn e Morgana foram fortalecidos, e essa é a base da sua composição até que consiga um Swain para substituir Evelynn, Elise ou Varus. Elise, particularmente, está muito mais eficiente agora. Ela foi enfraquecida em certos pontos e passou a ser um campeão de custo 1, o que significa que é um campeão de menor risco. E agora as aranhas dela também aplicam o dano de demônio, então tem essa.

A composição funciona superbem contra, bom, quase todas as outras. A maior parte das composições de ataques básicos não funciona bem contra Nobres e Cavaleiros, mas a queimadura de dano verdadeiro ignora a redução de dano deles. Também ignora o bônus de Dragão, e há dano mágico suficiente nos campeões para atacar pelos dois lados. As duas únicas fraquezas da composição são os Yordles, que podem desviar da passiva como um todo, e a falta de uma linha de frente. Ter só demônios significa que meio que só sobra Aatrox na linha de frente. Mas é possível usar como complemento, se quiser, um lutador ou cavaleiro.

Artigo publicado originalmente por Aaron Mickunas em inglês no Dot Esports no dia 18 de julho.