Twitch reduz preço de assinaturas fora dos EUA, começando com México e Turquia

Ainda não foram revelados todos os preços atualizados.

Imagem via Twitch

A Twitch está tentando aumentar o apoio da comunidade aos produtores de conteúdo, reduzindo o preço das assinaturas em vários países, começando com México e Turquia.

A porcentagem de usuários da Europa e Ásia com inscrições ativas é 50% mais baixa que a dos usuários dos EUA e Canadá, segundo a plataforma. Na América Latina, o número é quase 80% menor.

Por isso, a Twitch vai começar a reduzir o preço das inscrições em vários países, de acordo com a diferença no custo de vida e salário dessas regiões. Até agora, as exceções são países como EUA, Canadá, Japão, Israel e Suíça, onde os preços não vão mudar.

A partir de 20 de maio, o ajuste de preço nas inscrições já entrará em vigor para os usuários do México e da Turquia. Os novos preços exatos são 9,90 Liras (cerca de R$6) para a Turquia e 48 Pesos (cerca de R$13) para o México.

Depois desses dois países, vários outros sofrerão mudanças, segundo a lista detalhada que a Twitch compartilhou. Além do Brasil, a lista inclui vários países da América Latina (Central e Sul), África e Ásia (incluindo Oriente Médio).

O objetivo desse ajuste de preços é incentivar que mais espectadores de todo o mundo apoiem seus streamers favoritos, mas em muitas regiões o impacto de uma inscrição vai mudar.

O preço que os espectadores pagam vai mudar, então a receita obtida pelos produtores de conteúdo com as inscrições pagas e as do Prime Gaming também vai mudar, segundo as regras de preços locais da Twitch. Mas, para incentivar também que os streamers busquem público global, a Twitch determinou um incentivo para os produtores de conteúdo cuja receita base seja composta por 20% ou mais de espectadores de países que sofrerão mudanças.

Imagem via Twitch

O objetivo desse incentivo é ajudar os streamers cuja renda venha dos lugares afetados por essas mudanças de preço. Mas, ao longo do primeiro ano da mudança, o incentivo vai sendo reduzido de 100% da renda para 25%.

Para ser elegível para os incentivos, é preciso cumprir certos requisitos, como transmitir 85% de sua média atual de horas na plataforma.

Embora não vá durar para sempre, a ideia é que o incentivo ajude a compensar essa mudança temporariamente, pois o objetivo de reduzir o preço da inscrição é que mais pessoas possam se inscrever. Assim, os streamers teriam mais inscritos, compensando a queda de preço. Mas não é uma garantia, nem uma medida de efeito instantâneo.

Artigo publicado originalmente em inglês por Max Miceli no Dot Esports no dia 17 de maio.