Propulsores de D.va vão ficar mais fortes na próxima atualização do RTP de Overwatch

Ela vai poder voar mais alto.

Imagem via Blizzard Entertainment

D.va está de volta.

Os propulsores da heróina vão ficar mais fortes na próxima atualização do RTP, conforme Josh Noh, desenvolvedor de Overwatch, confirmou no Fórum da Blizzard. O tempo de recarga da habilidade será menor, o que vai aumentar muito a mobilidade da personagem.

“Estamos, na verdade, testando uma redução ao tempo de recarga dos Propulsores”, Josh disse. “Parecia meio intimidador em teoria (primeiro testamos 3 segundos de tempo de recarga), mas, na prática, não foi tão maluco, e permite que D.Va caminhe mais livremente, o que funciona bem com o alcance atual de 10 metros da Matriz de Defesa.”

https://us.forums.blizzard.com/en/overwatch/t/still-waiting-for-the-dva-buff/443996/45

A mudança está a caminho do RTP, mas ainda não se sabe ao certo qual será o tempo de recarga. Só foi confirmado que “alguma versão disso deve estar na próxima atualização do RTP”, que também não tem data certa para ser lançada.

D.va foi essencial na infame composição GOATS, mas perdeu popularidade com a ascensão dos escudos e a fila por função. O meta passou a favorecer Orisa e Sigma como tanques, e composições 2-2-2 forçadas faziam com que D.va não pudesse ser usada com eles.

Reduzir o tempo de recarga dos propulsores de D.va vai, com certeza, aumentar sua mobilidade. Com isso, seu potencial de ataques rápidos também aumenta. Em um meta que tem heróis como Reaper, Mei e Doomfist em destaque, poder fazer um recuo estratégico é uma habilidade valiosa. Mobilidade é uma parte significativa das habilidades de D.va, especialmente com seu dano próximo e o raio reduzido da Matriz de Defesa, e a mudança continua fiel à personagem. Um efeito colateral é que a melhoria aos propulsores faz dela uma rival ainda melhor de Pharah, caso o time a escolha para atravessar escudos.

A próxima atualização do RTP ainda não tem data específica de lançamento, mas poderia ter mudanças ao Campo de Imortalidade de Baptiste, como deu a entender o diretor de Overwatch, Jeff Kaplan.

Artigo publicado originalmente em inglês por Pedro Peres no Dot Esports no dia 08 de janeiro.