O modo Dano Triplo dos Modos Laboratório de Overwatch é um caos estruturado

Aqui estão nossas primeiras impressões do novo modo depois de desempenhar as três funções.

Imagem via Blizzard Entertainment
Esta imagem possui um atributo alt vazio;  seu nome de arquivo é SB1.png

Este artigo foi trazido pelo StatBanana, a melhor ferramenta de estratégia de Overwatch.

Nesta semana, o diretor de jogos Jeff Kaplan e a equipe de desenvolvedores de Overwatch introduziram o Modo Laboratório, uma nova área para os jogadores experimentarem ajustes inovadores no jogo. O primeiro protótipo é o Dano Triplo, que cria equipes de Overwatch com três jogadores de dano, dois suportes e um único herói tanque. Não há planos imediatos para adicionar essa configuração de equipe ao jogo, que opera com uma composição de dois jogadores de dano, dois de suporte e dois tanques.

Mudar a configuração do time não parece muito drástico, mas o foco nos heróis de dano pode alterar todo o fluxo de uma partida de Overwatch. Embora o modo seja um passeio selvagem de volta ao caos de antes da fila por funções, ele pode ter mais valor para os desenvolvedores do que para os jogadores. Para jogadores que hesitam em mergulhar no Dano Triplo, coletamos algumas primeiras impressões após jogar o modo nas três funções.

Dano

Grande parte da existência do Dano Triplo deve-se às reclamações dos jogadores de dano. Depois que a fila por funções começou no ano passado, jogador de dano foi uma seleção tão popular que os tempos de fila dispararam para os jogadores, especialmente os de alto nível. Com mais da metade do elenco de Overwatch rotulado como dano, também há mais opções nessa categoria. O Dano Triplo cria composições interessantes entre três jogadores de dano em uma equipe. 

Como jogador de dano, o modo é incrivelmente divertido. Há um foco renovado na escolha de inimigos em vez de jogar só com os heróis mais poderosos ou populares. Os duelos de franco-atiradores se transformaram em assuntos de equipe, por exemplo, com jogadores recorrendo a Tracer ou Genji para apoiar sua Widowmaker. Symmetra também teve bastante espaço. Sem a necessidade absoluta de escolher o “melhor” herói em uma partida em 2-2-2, é provável que os jogadores experimentem maior liberdade dentro do Dano Triplo. Esta é a sua hora de jogar com Torbjörn.

Suporte 

Qualquer nova composição de equipe gera caos, mas esse caos não é sentido até que você escolha um herói de suporte. Dano triplo é um país das maravilhas para jogadores que causam dano, mas jogar de suporte parece atormentador e muitas vezes estressante.

Esse é um problema que Kaplan levantou em seus comentários iniciais sobre testes internos da configuração 3-2-1 na equipe de desenvolvimento de Overwatch. Enquanto muitos jogadores de suporte gostaram de não se concentrar nos tanques, Kaplan disse que alguns jogadores observaram “o caos causa ansiedade negativa e eles preferem apenas curar tanques”.

Jogar como curandeiro é um caos absoluto em Dano Triplo. Curandeiros de alto rendimento, como Ana e Moira, são necessários para praticamente qualquer composição, mas Mercy ou Lúcio poderiam funcionar melhor se a equipe se unisse. Devido ao intenso dano causado pela outra equipe, é necessário curar em uma base quase constante. Os curandeiros também são mais suscetíveis a ataques estratégicos da equipe adversária. Se você gosta de ser multitarefa e a emoção de manter uma equipe viva, o Dano Triplo seria um modo divertido para você.

Tanque 

O verdadeiro atrativo do Dano Triplo são, ironicamente, os tanques. Como agora é esperado que todos os heróis de tanques protejam seu time sozinhos, muitas mudanças foram feitas neles no Modo Laboratório. Provavelmente, nenhuma dessas mudanças passará para o Overwatch padrão, mas é divertido de se considerar. 

Roadhog e Zarya receberam as mudanças mais óbvias. Não é por acaso que eles também são os mais divertidos de jogar neste modo. Zarya agora pode adicionar uma barreira a todos os aliados dentro de um determinado intervalo, em vez de “embolhar” um único aliado. Se um inimigo em que Zarya lança seu Surto de Grávitons, essa suprema pode salvar um time e dar a Zarya uma carga total quase instantânea em seu ataque primário. É ridiculamente divertido descobrir até onde o “multi-embolhamento” pode ir dentro de um jogo.

Apesar de ter sido saído do meta padrão de Overwatch por outros tanques, Roadhog se torna a estrela do modo Dano Triplo. Sua habilidade Pegando Fôlego agora cura aliados próximos e oferece redução de dano. Assim como as novas multi-bolhas de Zarya, essa habilidade pode ajudar a manter aliados vivos durante supremas de inimigos. Mais importante, o gancho do Roadhog tem um tempo de recarga mais baixo, portanto pode ser usado com mais frequência. Jogar de Roadhog em Dano Triplo é como pescar em um barril. É um bom momento apocalíptico. 

Jogar de Reinhardt, Orisa e Sigma parece o mesmo que no Overwatch padrão. Reinhardt era a escolha ideal antes da fila por funções, quando todo mundo pegava jogadores de dano e alguém tinha que escolher ser o tanque. Wrecking Ball causa um caos fácil em Dano Triplo. Mas mesmo com uma Matriz de Defesa aprimorada, jogar de D.Va parece quase impossível nesse modo. A menos que sua equipe seja altamente móvel, o nível de proteção que D.Va fornece não é suficiente para manter aliados vivos.

Qual é o objetivo?

Enquanto o modo é uma distração divertida que também oferece recompensas pela participação, muitos jogadores se perguntam qual é o verdadeiro objetivo do Dano Triplo e do Modo Laboratório como um todo. Na atualização mais recente do desenvolvedor, Kaplan disse várias vezes que o Dano Triplo e as mudanças nos tanques provavelmente nunca chegariam ao Overwatch padrão. Na sua essência, o Modo Laboratório é uma maneira de os desenvolvedores obterem dados valiosos enquanto fornecem novas experiências para os jogadores.

O Dano Triplo surgiu como uma maneira de reduzir o tempo de espera para os jogadores de dano, para que a equipe de desenvolvedores busque feedback sobre essa hipótese. As mudanças nos tanques e especificamente para “off-tanques” podem oferecer novas idéias que a equipe pode trazer ao Overwatch padrão. Os jogadores reclamaram que o Dano Triplo é “inútil”, mas qual é o sentido de qualquer jogo, se não se divertir? Mesmo que seja apenas uma maneira elegante de os desenvolvedores obterem dados, o Modo Laboratório é novo e vale a pena jogar para qualquer fã de Overwatch.

Artigo publicado originalmente em inglês por Liz Richardson no Dot Esports no dia 27 de fevereiro.