Fã cria modelo de distanciamento social usando o Workshop de Overwatch

Fiquem em casa e vamos superar isso.

Imagem via Blizzard Entertainment

Orientações para ficar em casa e pedidos de distanciamento social surgiram em todo o mundo em resposta à pandemia do COVID-19. E agora, um fã de Overwatch colocou essas medidas de segurança em perspectiva usando o modo Workshop do jogo de tiro em primeira pessoa.

O modo Workshop apresenta várias Anas controladas por computador correndo em uma sala isolada. Algumas delas são cercadas por auras amarelas ou vermelhas. Uma aura amarela significa que o bot da Ana, ou a pessoa que está sendo representada, está no período de incubação do vírus, que é onde a pessoa em questão tem a doença, mas ainda sem apresentar sintomas. Uma aura vermelha significa que a Ana em questão está mostrando sintomas e é contagioso. Os bots que pegam a doença acabam “se recuperando” ou morrem depois de um tempo, indicado por círculos verdes ou vermelhos a seus pés, respectivamente.

Na simulação, quando uma das Ana tem sintomas visíveis, ou seja, quando a aura fica vermelha, eles terão uma chance predeterminada de se distanciar do resto do grupo. A simulação é dividida em três tentativas diferentes: sem distanciamento social, 50% de distanciamento social e 100% de distanciamento social.

Como mostra a simulação, quando as Anas não praticavam distanciamento social, todas elas na sala acabavam pegando o vírus. Comparativamente, no modelo de total distanciamento social, apenas quatro das 12 Anas acabaram pegando a doença e, eventualmente, se recuperaram sem que outras fossem infectadas.

Embora essa simulação possa não ser totalmente precisa quanto ao comportamento do novo coronavírus, ela se alinha com outros modelos apresentados, como os do Centro Médico da Universidade de Chicago e do Departamento de Saúde de Ohio.

Muitas cidades e países ao redor do mundo implementaram ordens de “ficar em casa” ou outras precauções para limitar a propagação da doença. Essas medidas de distanciamento social incluem ficar a pelo menos um metro e meio de distância de outras pessoas e evitar multidões ou grandes grupos de pessoas.

No momento da redação original deste artigo, existem mais de 1,7 milhão de casos confirmados de COVID-19 no mundo e mais de 100.000 mortes relatadas. O Brasil têm mais de 20.000 casos, é o 14º no mundo com mais casos confirmados.

Artigo publicado originalmente em inglês por Rachel Samples no Dot Esports no dia 11 de abril.