Mecânica de roubo de Legends of Runeterra é enfraquecida e se torna palavra-chave Pilhar na atualização 1.4

Roubar cartas do oponente agora é uma palavra-chave de verdade, e recebe alterações à mecânica e enfraquecimentos.

Imagem via Riot Games

Uma mecânica que irritou muitos fãs de Legends of Runeterra finalmente foi alterada, depois da reação negativa dos jogadores.

A mecânica de roubar do deck inimigo, que agora foi renomeada para a palavra-chave “Pilhar”, recebeu uma mudança fundamental que pode ajudar a diminuir a frustração dos fãs de decks de Freljord ao lidar com ela. Antes, ao roubar do deck do oponente, você comprava uma carta do topo que não fosse de Campeão. Agora, porém, a palavra-chave Pilhar sempre compra cartas do fim do deck do oponente.

Em termos de números, roubar do fim do deck do oponente não é muito diferente de roubar do topo do deck. Mas a mudança permite que os jogadores que usam a estratégia Freljordiana de fortalecer o topo do deck se sintam menos prejudicados. Com a mudança, as cartas que eles fortalecem com efeitos como o de Falcão dos Presságios e Vidente Constelado não podem mais ser usadas contra eles.

Uma pequena mudança que a nova versão da mecânica de fato terá é que os jogadores que forem pilhados ficam um pouco mais longe de comprar suas cartas de Campeão. Esse não era o objetivo direto, mas é algo que os jogadores precisam ter em mente em relação às alterações em Pilhar.

Além das alterações à mecânica, uma das melhores cartas com a palavra-chave foi enfraquecida. Mercador Clandestino teve sua vida reduzida de 2 para 1. Apesar de a vantagem da carta e a economia de mana ainda estarem intactas, a chance de que o Mercador Clandestino crie um efeito bola-de-neve foi reduzida, já que ele pode ser mais facilmente removido.

A mecânica Pilhar foi lançada com a atualização 1.4 de LoR em 24 de junho.

Artigo publicado originalmente em inglês por Dylan Ladd no Dot Esports no dia 23 de junho.