Riot muda Wukong da rota meio para o topo e selva antes de atingir servidores ativos

O retrabalho do Rei Macaco deve chegar "em breve".

Imagem via Riot Games

A Riot Games não está de brincadeira quando se trata do retrabalho de Wukong.

O designer líder de League of Legends, Mark “Scruffy” Yetter, atualizou os fãs sobre o retrabalho do Rei Macaco hoje, explicando que os desenvolvedores estão “reorientando” os objetivos antes que ele seja enviado para os servidores ativos.

Parece que existem dois objetivos que o designer sênior de campeões August Browning terá como alvo antes do retorno de Wukong ao Rift. Uma “nova ferramenta” será adicionada para tornar Wukong ainda mais “enganador” e “inteligente”. E enquanto o macaco está excepcionalmente bem na rota meio, seus números no topo e na selva precisam de ajuda.

A taxa média de vitórias de Wukong está em 54,9%, muito além da média. Mas o Rei Macaco cai para pouco mais de 50% na faixa superior e 47% na selva, de acordo com um gráfico publicado pelo Scruffy.

Os bruisers de dano de ataque tiveram um relativo sucesso na rota meio, com campeões como Irelia e Camille fazendo aparições. Portanto, faz sentido que Wukong se dê bem com seu kit esquivo e danos rápidos. Mas os confrontos no topo parecem favorecer o oponente. Seu potencial de limpeza de ondas e emboscada também pode estar fazendo falta na selva.

Scruffy não deu um prazo exato para o retrabalho de Wukong, alegando que ele será “enviado em breve”. O designer também explicou que, como outros projetos de atualização de jogo e visual estão tendo prioridade, a estética de Wukong não mudará muito em relação à versão anterior.

Artigo publicado originalmente em inglês por Andreas Stavropoulos no Dot Esports no dia 13 de fevereiro.