Riot explica alterações de balanceamento que fará a Ahri e Kayle na atualização 10.18 do LoL

Os desenvolvedores pretendem mexer em uma das mecânicas básicas de Ahri.

Imagem via Riot Games

Mark “Scruffy” Yetter, designer de jogabilidade de League of Legends, listou uma série de pequenas atualizações de mecânica que serão feitas a Ahri e Kayle e já estão em vigor no PBE, o servidor de testes do jogo.

As alterações, que a Riot pretende lançar na atualização 10.18, do mês que vem, têm como objetivo “melhorar a jogabilidade”, de acordo com Scruffy

A Riot fará atualizações à habilidade passiva de Ahri, Graciosidade Vastaya, a seu Orbe da Ilusão (Q) e a seu Fogo de Raposa (E). 

Antes de tudo, os desenvolvedores retiraram a velocidade de movimento adicional da passiva da campeã. Sempre que Ahri acertasse suas habilidades duas vezes em um campeão ao longo de 1,5 segundo, ela recebia 20% de velocidade de movimento adicional por 3 segundos. Com a atualização 10.18, não será mais o caso. Para compensar, a Riot vai adicionar uma nova passiva e alterar seu nome para Essence Theft (“Roubo de Essência”, em tradução livre).

Sempre que Ahri atingir um inimigo com uma de suas habilidades, ela receberá um acúmulo de Roubo de Essência e pode receber até três acúmulos por habilidade. Ao atingir 9 acúmulos, a próxima habilidade de Ahri que acertar um campeão inimigo irá curá-la em 30/60/90/180 (dependendo do nível) (+27% do Poder de Habilidade). 

Junto com essa mudança, a Riot vai remover a passiva de Ahri em Orbe da Ilusão (Q). Na atualização 10.18, ela não poderá mais se curar com o Q. Ao todo, Ahri terá uma só cura, em vez da cura por acerto que está nos servidores ativos.

A Riot também vai alterar o Fogo de Raposa, aumentando seu tempo de recarga de 9/8/7/6/5 segundos para 10/9/8/7/6 segundos, além de aumentar seu custo de mana de 40 para 55 em todos os níveis. Mas agora ele também causa 200% de dano a tropas com menos de 20% de vida e concede 40% de velocidade de movimento adicional, que é reduzida ao longo de 1,5 segundo.

O objetivo das mudanças, segundo Scruffy, é que Ahri passe a ter “mais flexibilidade e controle de sua velocidade de movimento para abrir espaço para combos e jogadas” e “mais incentivo e recompensa em forma de cura por trocas com outros campeões”.

Quanto a Kayle, as alterações propostas pela Riot são mais leves e mais concentradas em números.

Na atualização 10.18, Kayle não recebe mais mana de volta ao atingir campeões com sua Explosão Radiante (Q) e o custo de mana de Bênção Celestial (W) aumenta de 70-110 para 90-130. O tempo de recarga de sua Lâmina de Fogo Estelar (E) será reduzido de 8 para 6 segundos, seu custo de mana será reduzido de 50-70 para zero, e a velocidade dos mísseis aumenta de 2.000 para 5.000.

O objetivo é que Kayle passe a ter “uma fase de rotas mais ativa, em que trocar com o inimigo é uma opção melhor que jogar passivamente”, Scruffy disse.

Todas as alterações entraram em vigor hoje no PBE do LoL e devem ser lançadas nos servidores ativos em 2 de setembro, com a atualização 10.18.

Artigo publicado originalmente em inglês por Jerome Heath no Dot Esports no dia 19 de agosto.