Riot altera Q de Graves e Talon e atordoamento de Syndra na atualização 10.11 do LoL

A intenção é que não seja impossível lidar com eles.

Imagem via Riot Games

Alguns dos personagens mais opressivos de League of Legends terão um pequeno enfraquecimento.

Mark “Scruffy” Yetter, designer de jogabilidade do LoL, compartilhou detalhes provisórios das alterações da atualização 10.11, cujos alvos são Graves, Talon e Syndra.

Graves apareceu como um dos caçadores mais fortes. O Foragido pode abater monstros e tropas rapidamente, causa alto dano a inimigos e tem bom crescimento nas fases finais do jogo. A Riot vai ajustar o dano a monstros e a inimigos com um só ajuste: o DdA bônus no dano inicial do Q será reduzido em 20%.

Talon e Syndra são aterrorizantes na rota do meio. Talon consegue ter mais presença em outras rotas que qualquer outro e, ao mesmo tempo, derrotar facilmente campeões com menos vida. Para combater isso, o custo de mana e a cura por abate de Diplomacia Noxiana (Q) ficam mais fracos.

Syndra, por outro lado, terá aumento do tempo de recarga do E em 2 segundos, para todos os níveis. Isso pode diminuir um pouco a frequência de seus picos de dano, mas não deve afetar sua habilidade de eliminar instantaneamente alguns oponentes. Uma das maiores reclamações de quem joga contra a Soberana Sombria é que seu alto dano é extremamente opressivo. Como o dano do Q e da ultimate não sofreram alterações, não sabemos quanto isso vai realmente afetar o poder da campeã na rota do meio.

Janna é a última da lista de enfraquecimentos. Seu W terá dano reduzido nas fases avançadas do jogo.

Artigo publicado originalmente em inglês por Andreas Stavropoulos no Dot Esports no dia 19 de maio.