Ranqueadas do LoL podem ser menos restritivas, diz Riot Blaustoise

Estaria o sistema de ranqueadas do LoL precisando de mudanças?

Imagem via Riot Games

O sistema das ranqueadas de League of Legends está longe de ser perfeito. Há muitos problemas que os jogadores podem apontar, mas Nathan “Blaustoise” Blau, coordenador de dados de jogabilidade, discorreu sobre como acha que o sistema deveria ser.

De acordo com Blaustoise, o sistema das ranqueadas de League of Legends está essencialmente bloqueando vários jogadores e é restritivo, especialmente se comparado a outros jogos como OverwatchDota 2.

A primeira mudança que Blaustoise faria é passar alguns jogadores do Bronze e Prata para Ouro e Platina. Aí o Diamante se tornaria uma “grande divisão”, com 5-8% dos melhores jogadores, em vez de ser uma “divisão de elite”.

Por outro lado, o Mestre seria 1% da base de jogadores, enquanto Grão-Mestre se torna um grupo exclusivo dos melhores 0,1% de jogadores. Ao atingir o Mestre, o número real de sua colocação apareceria, como em Hearthstone. Por último, o Desafiante ficaria como um número específico de jogadores.

No fim das contas, as sugestões de Blaustoise têm quatro objetivos principais: tornar o LoL bem menos “restritivo”, centralizar a distribuição dos tiers no Ouro, ampliando o Diamante para que os jogadores se sintam bem com suas colocações sem ser necessariamente de “elite”, e trazer transparência e competitividade para os melhores dos melhores.

Por enquanto, porém, essas são apenas ideias de uma pessoa de dentro da Riot. Não há nenhuma garantia de que algum dia sejam implementadas.