Os melhores jogadores brasileiros de League of Legends de 2018

Veja os jogadores de maior destaque no Brasil em 2018

Foto via Riot Games

O Campeonato Brasileiro de League of Legends de 2018 já ficou no passado. A KaBuM! e-Sports dominou o torneio e foi campeã das duas etapas do ano, vencendo a Vivo Keyd nas finais de julho e o Flamengo Esports nas finais de setembro.

O domínio da KaBuM no CBLoL 2018 veio em meio a atuações incríveis de seus jogadores e de jogadores das equipes rivais. Os melhores jogadores brasileiros de LoL da temporada fazem parte tanto da KaBuM quanto dos times que mais chegaram perto de vencê-la, e isso se provou no quão longe cada um chegou individualmente e em sua equipe.

Nosso ranking de melhores jogadores brasileiros de LoL em 2018 leva em conta o quão longe eles chegaram com sua equipe, o quão decisivos eles foram na temporada e o quão boa foi sua atuação média nas partidas de sua equipe nas duas etapas. Consideramos apenas jogadores de nacionalidade brasileira, não qualquer um que dispute o CBLoL.

Veja nossa lista abaixo.

Melhor Topo

Leonardo “Robo” Souza, CNB e-Sports

Foto via Riot Games

Robo foi o topo titular da CNB durante todo o ano de 2018. Sua atuação foi especialmente boa na segunda etapa do CBLoL, quando a CNB dominou a primeira parte do segundo split e terminou o torneio em terceiro lugar.

Robo foi o topo com a maior participação em eliminações de todo o torneio nas duas etapas, seja na etapa de grupos ou nas eliminatórias. Robo foi um topo que dominou bem sua rota nas partidas, mas nunca se esquecia de andar pelo mapa pra colaborar nas jogadas de seus aliados.

Robo foi contrato pelo Flamengo Esports para a temporada de 2019.

Melhor Caçador

Gabriel “Revolta” Henud, Vivo Keyd

Foto via Riot Games

Revolta foi o caçador mais consistente do CBLoL desde a primeira etapa. Apesar de outros caçadores como Filipe “Ranger” Brombilla da KaBuM terem tido destaque em algumas etapas, Revolta ainda foi o brasileiro mais consistente na temporada de 2018.

Revolta foi um caçador agressivo e ficou entre os jogadores com mais abates na temporada em sua função. Ele usou um número enorme de personagens na selva ao longo do ano e se manteve versátil, mas ganhou destaque com suas partidas de Trundle e Nocturne.

Revolta foi contratado pela RED Canids para jogar a primeira etapa do Circuito Desafiante 2019.

Melhor Meio

Matheus “Dynquedo” Rossini, KaBum! e-Sports

Foto via Riot Games

Dynquedo fez tudo que uma equipe quer ver de um meio: muitos abates, muitas assistências, poucas mortes e bom farm. Dynquedo teve importantes atuações com Yasuo e Zoe em toda a temporada, mas também se manteve flexível em suas escolhas e confortável com a maioria delas.

Dynquedo poucas vezes foi a estrela da KaBuM por ter um estilo menos agressivo. Ele foi um dos meios que teve o menor número de mortes ao longo da temporada, o que o fez também ser mais fraco e ter menos ouro por partida do que meios de outras equipes. Ainda assim, o estilo de jogo calculado de Dynquedo e com um pouco menos de protagonismo do que outros meios o levou ao bicampeonato com a KaBuM.

Melhor Atirador

Alexandre “TitaN” Lima, KaBuM! e-Sports

Foto via Riot Games

TitaN teve uma primeira etapa de revelação e uma segunda etapa de afirmação no CBLoL 2018. Ele tinha só 17 anos quando foi campeão da primeira etapa e venceu o experiente atirador da Vivo Keyd, Micael “micaO” Rodrigues, na grande final. O estilo de jogo agressivo de TitaN, muitas vezes fazendo eliminações arriscadas, ficou famoso nessa época.

Na segunda etapa, TitaN enfrentou o mais famoso meio brasileiro Felipe “brTT” Gonçalves quando ele subiu para o CBLoL com o Flamengo Esports. Os dois ficaram sempre próximos nas estatísticas. TitaN se provou como o maior meio do Brasil em 2018 ao vencer brTT e o Flamengo na grande final da segunda etapa e ser bicampeão com a KaBum.

Melhor Suporte

Marcelo “Riyev” Carrara, KaBuM! e-Sports

Foto via Riot Games

Riyev também beneficiou a KaBuM com um estilo de jogo seguro. Sua temporada de 2018 foi marcada por poucas mortes e muitas assistências a seus colegas de equipe.

Riyev foi campeão com a KaBuM na primeira etapa do CBLoL, mas virou substituto de Willyan “Wos” Bonpam no início da segunda etapa. A KaBuM sem Riyev perdeu as duas primeiras séries da etapa, o que poderia dificultar uma ida à fase eliminatória se mais derrotas viessem.

A KaBuM tornou Riyev titular a partir da terceira partida. A equipe então venceu todas as outras séries e foi campeã da segunda etapa do CBLoL 2018. Riyev provou que é uma peça chave para o funcionamento da equipe campeã da KaBuM, não só um jogador com boas estatísticas.