Foi preciso 3 para matar uma Soraka no jogo da T1 contra a SANDBOX Gaming

"Você sempre luta mal assim?"

Imagem via Riot Games

Nas últimas atualizações, Soraka se tornou rapidamente um dos campeões mais irritantes para se enfrentar na rota topo de League of Legends. Em uma partida entre T1 e SANDBOX Gaming ontem, Park “Summit” Woo-tae mostrou como ela pode ser esquiva quando ele tentou fugir de uma emboscada inimiga.

O começo foi simples. Canna, da T1, puxou Summit com o E do Sett e o caçador Cuzz chegou para ajudar a garantir o abate como Gragas. Parecia uma eliminação fácil para a T1, mas Summit discordava.

Veja o clipe na Twitch da LCK.

Usando seu Flash, Barreira, silêncio do Q, o E da Soraka e ultimate, levou quase um minuto inteiro para a T1 conseguir o abate. Eventualmente, Faker saiu da rota meio para garantir o abate, para diversão dos fãs e apresentadores.

Este clipe exemplifica por que a Riot Games nerfou os recursos da Soraka no topo na Atualização 10.4. Sua capacidade de se sustentar enquanto permane relativamente segura na rota era muito forte. Seu potencial era de virar o jogo se sua equipe conseguisse fazer a transição para o final do jogo, já que ela compraria itens de poder de habilidade para fornecer quantidades insanas de cura.

Felizmente, para a maioria dos jogadores da rota topo, a Riot enfraqueceu a auto-cura do Q, os custos de mana e a velocidade de movimento bônus que obtêm ao atingir campeões inimigos. Os desenvolvedores tiveram que aplicar uma correção rápida na semana após a atualização, porque, inadvertidamente, enfraqueceram os recursos de suporte dela.

Talvez não tenhamos que ver Soraka na rota topo por muito mais tempo após os grandes enfraquecimentos que ela recebeu. A T1 provavelmente ficará feliz quando ela sair do meta competitivo, para que situações embaraçosas como essa não voltem a acontecer.

Artigo publicado originalmente em inglês por Tyler Esguerra no Dot Esports no dia 28 de fevereiro.