Apresentadora da LCK sai de transmissão por suspeita de coronavírus

Todos os jogadores e membros da equipe foram avisados e estão tomando as devidas precauções.

Foto via Riot Games

A LCK tirou a apresentadora Kim Mina de uma transmissão programada devido a suspeitas de coronavírus que surgiram quando ela teve febre.

“[Mina] teve uma febre, o que significa uma chance de coronavírus”, disse Max “Atlus” Anderson, apresentador da LCK. “Estamos tomando todas as precauções possíveis, então é provável que ela esteja bem. Mas todos os times que entraram em contato com ela, especialmente hoje, foram avisados, e também vamos avisar assim que tivermos mais detalhes.”

Por precaução, a LCK sempre mede a temperatura corporal de todos os jogadores, toda a equipe e visitantes para garantir que não passem de 37,5 graus Celsius. Mina mostrava sinais de febre e foi levada para fazer testes e saber se tinha o vírus.

“Por enquanto, vamos tomar o máximo possível de cuidado”, explicou Atlus. “E estou falando de todos nós. Depois disso, vamos pra casa, colocar as máscaras e ficar sem contato com o mundo.”

O coronavírus surgiu em Wuhan, China. Desde então, houve mais de 78.000 casos e mais de 2.400 mortes computadas, sendo a maior parte na China. Os sintomas de coronavírus podem aparecer de 2 a 14 dias depois da infecção e incluem febre, tosse e falta de ar.

A LCK não se pronunciou sobre a saúde de Mina depois da transmissão.

Artigo publicado originalmente em inglês por Rachel Samples no Dot Esports no dia 23 de fevereiro.