Akali tem taxa de presença de 99,4% em 3 semanas de jogos profissionais

Os times ainda não querem ver a cara da Assassina Renegada.

Três semanas de League of Legends competitivo já se passaram. A única coisa que continua igual é o ódio dos jogadores profissionais por Akali, que agora, entre todas as ligas, foi escolhida ou banida em 99,4% dos jogos.

A Assassina Renegada foi escolhida 9 vezes no mundo todo, e banida 167 vezes. A TCL foi a única liga na qual a personagem não foi escolhida nem banida. Ela também foi escolhida duas vezes na liga turca, mas perdeu os dois confrontos.

Akali sempre foi uma escolha concorrida entre as equipes profissionais devido a suas habilidades sem igual de criar jogadas. A nuvem de fumaça e seus vários feitiços de mobilidade fazem com que ela seja extremamente escorregadia, mas ela também pode causar muito dano. O resultado é que ela tem sido constantemente banida tanto na LEC quanto na LCS e só apareceu no palco nove vezes.

Relacionado: Atualização de Akali foi um fracasso?

Mas ela foi bem enfraquecida na última atualização. A versão 10.3 acabou com sua mobilidade, fazendo com que a ultimate dela passasse a apenas alvejar diretamente campeões e não uma direção. O custo de energia do Q também aumentou significativamente, o que reduziu a força de sua fase de rotas e a eficácia no fim do jogo.

Agora, Akali tem a menor taxa de vitórias entre todos os campeões da rota do meio, meros 39,73%. Os times devem começar a jogar a versão 10.3 em breve, então pode ser que a presença dela vá caindo com o passar das semanas.

Artigo publicado originalmente em inglês por Tyler Esguerra no Dot Esports no dia 13 de fevereiro.