Elden Ring é mundo aberto?

Os jogadores têm a liberdade de explorar as Terras Intermédias em seu próprio ritmo.

Imagem via FromSoftware / Bandai Namco

Elden Ring é significativamente maior em escala do que suas contrapartes semelhantes a Souls. 

Co-criado por Hidetaka Miyazaki e George RR Martin, o novo jogo da FromSoftware se passa nas Terras Intermédias, que se aquece sob a luz brilhante da Erdtree, uma imensa árvore brilhante que preenche o horizonte do reino.

Ao contrário de Demon SoulsDark SoulsBloodborne e Sekiro: Shadows Die Twice, Elden Ring é um mundo aberto vasto e extenso. Isso significa que os jogadores podem explorar as Terras Intermédias e abordar o jogo livremente. Este elemento adicionado permite a criatividade, dando aos jogadores muito mais voz quando se trata de completar o jogo.

Em Dark Souls, os jogadores são frequentemente forçados a enfrentar e derrotar um inimigo antes que possam continuar o jogo. Isso cria uma barreira entre um objetivo e outro. Em Elden Ring, os jogadores têm a liberdade de explorar em seu próprio ritmo.

Em uma entrevista em janeiro de 2022, Miyazaki disse que quer que os jogadores “aproveitem o jogo à sua maneira” e “se sintam livres neste novo mundo aberto”.

Essa direção teve seus desafios, de acordo com Miyazaki. “Elden Ring tem um mundo vasto com um overworld aberto, então nos deparamos com a provação de como mantemos nosso estilo de jogo enquanto oferecemos uma sensação renovada de abertura”, disse ele. Isso incluiu “equilibrar a exploração do jogador com as lutas contra chefes, a ordem de progressão que os jogadores percorrem no jogo e a progressão dos próprios eventos ao longo do mapa”.

Artigo publicado originalmente em inglês por Jerome Heath no Dot Esports no dia 24 de fevereiro.