Diablo 2: Resurrected oferecerá suporte para arquivos de salvamento da versão original do jogo

Tire a poeira do disco rígido antigo.

Captura via Blizzard Entertainment

Fãs de longa data da franquia Diablo da Blizzard ficarão felizes em saber que seus personagens originais de Diablo 2 não serão esquecidos com o lançamento de Diablo 2: Resurrected.

Ao falar com IGN Middle East, o produtor de jogos Mathew Cederquist revelou que o suporte para salvar arquivos do lançamento original do jogo chegou ao título remasterizado sem ser a intenção dos desenvolvedores.

“Na época em que estávamos trabalhando [na remasterização], nos perguntávamos se os antigos arquivos salvos funcionariam e meio que empurramos e funcionou”, disse Cederquist. “E nós pensamos, ‘ok, esse é o melhor recurso de todos os tempos”.

Isso significa que os jogadores têm a opção de inicializar seus arquivos salvos do lançamento do jogo original, que poderiam estar armazenados por mais de 20 anos.

Como alternativa, o Diablo 2 permanecerá ativo para os jogadores continuarem no inicializador Battle.net legado, enquanto o remasterizado será ativado no cliente Battle.net atual.

Este é um recurso que não é comumente visto em remakes, mesmo na história dos remasterizações anteriores da Blizzard com outras franquias como Warcraft 3.

A próxima remasterização de Diablo verá o jogo visualmente remasterizado para sistemas modernos, enquanto permanece idêntico em termos de jogabilidade e características da história. O jogo também será lançado em consoles pela primeira vez.

Diablo 2: Resurrection será lançado em uma data não anunciada em 2021, mas os fãs terão a chance de ter sua primeira experiência prática com a versão remasterizada em qualquer um dos alfas separados para um ou vários jogadores antes do lançamento.

Artigo publicado originalmente em inglês por Ryan Galloway no Dot Esports no dia 05 de março.