As 5 melhores speedruns da AGDQ 2021

Essas mostraram bem o espírito da AGDQ.

Imagem via Games Done Quick

A Awesome Games Done Quick deste ano já acabou, mas começou 2021 com novos competidores, recordes mundiais e mais de R$ 14 milhões em doações para a Prevent Cancer Foundation.

Apesar de o evento ter continuado a ser em formato virtual, a AGDQ contou com alguns dos maiores speedrunners profissionais do mundo, além de mostrar novos competidores que, sem dúvidas, voltarão aos palcos no futuro.

Só nessa AGDQ, vários recordes mundiais de séries populares entre os speedrunners, como Sonic e Diablo, foram batidos. Já no caso de jogos mais novos, como Star Wars Jedi: Fallen Order e Sekiro: Shadows Die Twice, novas estratégias foram usadas para tentar um lugar no placar.

A AGDQ também mostrou vários jogos e modificações feitos por fãs que caíram nas graças dos speedrunners, colocando os esforços colaborativos da comunidade em destaque ao longo da semana.

Esses jogos mostraram bem a diversão e intensidade da AGDQ 2021 e serão lembrados como exemplos da proeza dos 11 anos da organização.

Pokémon Platinum por Etchy

Pokémon não é novidade nos eventos da Games Done Quick, e há bons motivos para isso. Da própria nostalgia das criaturas e da música até o fator sorte que já acabou com as chances de vários speedrunners, os blocos de Pokémon nas GDQs sempre são divertidos e imprevisíveis. Este ano não foi diferente.

Etchy começou seu Pokémon Platinum, de 2008, com o Pokémon Pinguim, Piplup, tentando bater um recorde da região de Sinnoh. Como muitos outros speedrunners, ele usou boa parte do tempo de transmissão explicando suas decisões relacionadas aos Pokémon, habilidades e planos de jogo, mas reconhecendo como dependia de sorte.

A primeira parte foi um pouco lenta. Mas, depois de derrotar o primeiro líder de ginásio, Roark, que usa Pokémon do tipo Pedra, Etchy e seu Piplup passaram voando pelos desafios. Ele derrotou a Campeã Cynthia em exatamente quatro horas.

Às vezes, a jogada de Etchy era interrompida por imprevistos, ataques críticos e táticas estranhas de personagens do jogo, o que o atrasou em alguns minutos. Mas, com um time composto por Empoleon, um Bidoof de nível três e um Starly de nível dois, nenhum obstáculo era impossível.

Apesar de não ter batido o recorde mundial, a jornada de Etchy em Pokémon Platinum foi divertida de acompanhar e mostrou como os jogos de Pokémon podem ser difíceis.

Star Wars Jedi: Fallen Order por Pnash

Uma das transmissões mais aguardadas da AGDQ 2021 foi a de Star Wars Jedi: Fallen Order, jogo de 2019 que só apareceu um pouco na cena do speedrunning.

Pnash mostrou o poder da Força em uma ótima demonstração de combate com o sabre de luz e dos vários erros que podem ser explorados no jogo. Star Wars Jedi: Fallen Order é conhecido por ter várias mecânicas controladas pela Força, incluindo avanços e empurrões, que em vários momentos permitem que o jogador atravesse paredes sólidas, avancem cenas de animação e até mesmo passem por lutas inteiras com chefes.

Sua jogada deveria ter culminado em uma batalha épica contra Trilla, que ele pulou completamente usando a Força, uma técnica que havia descoberto alguns dias antes. Isso economizou mais de 10 minutos e permitiu que ele saísse ileso de todos os truques que a personagem havia planejado.

Pnash só começou a fazer speedruns do jogo em março de 2020, mas essa transmissão excepcional no palco virtual da AGDQ 2021 mostra como ele investiu tempo para aprender e pesquisar tudo que o jogo tem a oferecer. A transmissão garantiu o terceiro lugar no placar “any percent no PBC”, que significa concluir qualquer porcentagem das conquistas e não usar o “pause-buffer clipping” para passar mais rapidamente pelas animações.

Ver Pnash correndo pelos vários locais icônicos de Star Wars tão facilmente nos fez questionar as horas que levamos para resolver todos os quebra-cabeças desse jogo.

Halo 3 por SasquatchSensei

Para a alegria de muitos fãs de speedrunning, os espectadores conseguiram atingir a meta necessária para que Halo 3 fosse transmitido na AGDQ 2021.

A jogada de SasquatchSensei da nova versão de PC para Halo 3 mostrou que o jogo ainda é divertido e surpreendente, mesmo após anos de seu lançamento original.

Apesar de ser difícil não explodir algumas cabeças com as armas mais bombásticas da série Halo, o foco no progresso rápido pelas áreas funcionou para ele, que terminou o jogo em uma hora e 14 minutos.

Pular alguns momentos como o Gravity Hammer e granadas fez da transmissão ainda mais divertida. SasquatchSensei mostrou que a Física de Halo não deve ser questionada, só devemos aceitar que ela é estranha mesmo.

E, obviamente, a fuga cinematográfica de Warhog no fim do jogo foi perfeitamente executada, mostrando as partes que podem ser puladas e normalmente fariam o jogador passar por grandes grupos de aliens, além de um salto arriscado para ganhar mais pontos de estilo.

Como em toda speedrun de Halo 3, foi interessante ver como SasquatchSensei lidou com a vastidão futurista do jogo e descobrir se ele teria coragem de tomar algumas decisões difíceis, que poderiam fazer a partida acabar. Apesar de ele ter dito que cometeu alguns erros e que foi só por diversão, SasquatchSensei entregou uma jogada de Halo 3 que entreteve os fãs e os que não são fãs.

Beat Saber por Kungfufruitcup

Sim, teve Beat Saber na AGDQ 2021. E sim, foi fantástico.

Kungfufruitcup mostrou todo seu talento no modo Expert+ de Beat Saber. Pode não ter sido uma speedrun de fato, mas foi tão popular e inesperado que começou a ganhar popularidade no Twitter. Muitos fãs do jogo até comentaram como as músicas eram difíceis e como ela passou por elas com facilidade.

Ela usou um software de terceiros para permitir que os usuários a vissem e vissem tudo que ela vê, além de alguns mods que acrescentaram novas músicas e visuais ao jogo — o que ajudou muito com as questões atuais de Copyrights na Twitch.

Com os mods, Kungfufruitcup mostrou músicas icônicas que não estão disponíveis no Beat Saber original, começando pelo tema de Banjo-Kazooie, que ela descreveu como “bem simples” enquanto destruía rapidamente as filas e filas de blocos vindas de vários lados ao mesmo tempo. Usando essas modificações, ela também mostrou o talento da comunidade de Beat Saber, que transformou o jogo base em uma grande obra de arte.

Jogos em RV não são comuns na GDQ e são relativamente novos para a própria comunidade do speedrunning, então essa jogada de Beat Saber e os elogios que recebeu se tornam ainda mais importantes para o futuro do speedrunning nesse tipo de plataforma.

Kungfufruitcup mostrou bem seu amor por esse jogo ao longo da transmissão.

Sonic the Hedgehog 2013 por Flying Fox e Sonic 3: Angel Island Revisited por Zaxon96

Pela primeira vez na história da Games Done Quick, dois recordes foram batidos em transmissões seguidas — ironicamente, em dois jogos com o ouriço mais rápido do mundo.

Os fãs já achavam que o recorde de Flying Fox com Tails no port mobile de 2013 de Sonic the Hedgehog era incrível, em 20 minutos e três segundos. Mas, imediatamente depois do recorde histórico da jogadora, Zaxon96 correu pelo Sonic 3: Angel Island Revisited, feito por fãs, em 34 minutos e 34 segundos, batendo o recorde mundial desse jogo também.

Os dois jogadores conseguiram fazer manobras que facilitaram na hora de terminar as jogadas em tempo recorde, incluindo se aproveitar de Tails em Sonic 2013 e dos erros da Factory Zone em Sonic 3: AIR.

Tails foi essencial nas duas jogadas e ajudou a bater os recordes mundiais, mas de duas formas muito diferentes. No caso de Flying Fox, que jogou com Tails, o fato de o personagem poder voar tornava desnecessários os momentos em terra firme de Sonic. Por outro lado, o uso de escudo e dano adicional de Tails na jogada de Zaxon96 permitiu que ele avançasse as batalhas contra Eggman.

Melhores que as próprias transmissões, só as reações dos jogadores e apresentadores, que tiveram que parar e superar o choque dos momentos históricos que aconteceram ao vivo. Tanto Flying Fox quanto Zaxon96 e seus recordes mundiais na AGDQ 2021 entraram para a história do speedrunning.

Artigo publicado originalmente em inglês por Ethan Garcia no Dot Esports no dia 10 de janeiro.