Coachi: “Não faz e nunca fez parte dos planos da Sharks ir para os EUA”

A equipe manterá o ciclo de ficar no Brasil e treinar ocasionalmente na Europa.

Foto via Felipe Guerra

A equipe brasileira de CS:GO Sharks Esports ficará no Brasil, mesmo após dominar o cenário latino-americano.

O técnico da equipe Hélder “coachi” Sancho disse que “não faz e nunca fez parte dos planos da Sharks ir para os EUA.” Ele confirmou a informação na madrugada desta quinta-feira em uma coletiva de imprensa após a vitória da Sharks nas finais da ESL LA League.

“Muita gente tem reclamado que a Sharks está vindo tomar as vagas,” coachi disse. “A Sharks em 2018 passou oito meses no Brasil e quatro na Europa. Então não tem como comparar a Sharks com um time que migrou e fica lá 11 meses por ano e vem aqui passar férias.”

A Sharks tem uma relação forte com a Europa. A organização é de Portugal, o que deu aos jogadores brasileiros a oportunidade de disputar alguns torneios na Europa em 2017. Em 2018, a Sharks aumentou sua presença nos campeonatos brasileiros e latino-americanos.

Coachi disse que a equipe ainda assim nunca planejou ficar em definitivo na Europa ou migrar para os Estados Unidos, como fizeram os vice-campeões da primeira LA League, FÚRIA eSports. “A gente vai ficar no Brasil jogando os campeonatos brasileiros, e quando a gente achar que é oportuno, vamos jogar campeonatos europeus e ir treinar na Europa.”

Coachi lembra que o modelo que a Sharks quer seguir é parecido com o que a mibr seguiu no Counter-Strike 1.6 de 2005 a 2008. Naquela época, o jogador da Sharks Renato “nak” Nakano era da mibr. “Eles iam bastante para a Suécia e ficavam treinando lá um mês, depois voltavam para o Brasil e jogavam os campeonatos aqui, daí iam para fora e jogavam os campeonatos lá,” coachi disse. “Temos um modelo mais híbrido.”

A Sharks está determinada a ficar no Brasil e aproveitar a expansão da região. Coachi diz que a união dos jogadores e de suas famílias torna a Sharks “o representante real do Brasil. Olhar para o Sharks é ver que aquilo representa o povo brasileiro.”