Bulldozer vence final da BPL de CS:GO; treinador comenta o resultado

Os touros venceram a Redemption POA na final da ESL Brasil Premier League.

Foto via ESL

A Bulldozer levou a melhor contra a Redemption e garantiu o título da oitava temporada da ESL Brasil Premier League no sábado (04). O time de Vinicius “vhz” Santana e cia. venceu por 2 a 0 a final disputada em São Paulo, nos estúdios da BBL.

Com a vitória, a Bulldozer garantiu R$ 8 mil em premiação, já a Redemption, levou R$5 mil para a casa após o vice.

Bulldozer começou muito bem na Nuke

O primeiro mapa da série melhor-de-três foi disputado na Nuke, escolha dos touros. O time liderado por Gustavo “tge” Motta jogou a primeira metade como terroristas, o lado menos favorecido do mapa, e marcou um expressivo 10-5. Com uma vantagem tão boa, a Bulldozer não teve maiores dificuldades para ganhar a partida por 16-10. Para o técnico Ricardo “Vaz” de Melo, a Redemption não esperava um confronto na Nuke.

“Eu estava muito confiante com o nosso lado terrorista, nós começamos a jogar Nuke faz pouco tempo, depois que a Vertigo entrou na rotação. Acho que a Redemption não estava esperando esse mapa e eles cometeram muitos erros de CT enquanto nós jogávamos com confiança”, o técnico afirmou.

Os touros dominaram na Mirage

Apesar da primeira metade terminar 8-7 para a Bulldozer, a Redemption não conseguiu impor seu ritmo de jogo na segunda parte da Mirage, jogando do lado CT. A Bulldozer venceu por 16-8 e ergueu o troféu da ESL Brasil Premier League. Vaz esperava uma final mais equilibrada.

“Eu esperava um jogo muito mais disputado do que foi, porque fora a Nuke, os dois outros mapas eram muito favoráveis para eles. Mas LAN é LAN, né, a pressão bate e o nervosismo consome. O curioso é que antes do campeonato um jogador da Redemption deu entrevista dizendo que eles tinham 99% de chance de ganhar. Infelizmente para eles, esse 1% que a gente teve foi suficiente para vencer dois mapas com placares bem largos”, disse Vaz.

O momento da Bulldozer e o que eles esperam para o futuro

A classificação para a final da ESL Brasil Premier League rendeu um lugar para a Bulldozer na ESL LA League, competição que premia o vencedor com uma vaga na ESL Pro League. Apesar de a Bulldozer não disputar a Liga Pro Gamersclub, Vaz não considera isso um problema.

“Nós tivemos que trocar de escalação recentemente e já batemos na trave para classificar para a Liga Pro algumas vezes. Não vou falar que a gente não se importa, mas hoje vemos a Liga Pro com outros olhos. Ela era o principal campeonato do país no passado, mas nosso time não enxerga mais ela desse jeito. Nós vamos seguir buscando o acesso e espero que o título da BPL traga moral para o nosso time conquistar mais bons resultados no futuro”, Vaz disse.

A Bulldozer iniciará sua caminhada na ESL LA League contra a paiN no dia 6 de Maio.