Desenvolvedores de CoD: Mobile abordam os erros da segunda temporada e as alterações de balanceamento

Vários erros foram corrigidos.

Imagem via Garena

A segunda temporada de Call of Duty: Mobile foi lançada em 10 de março e introduziu uma série de novos recursos ao jogo, incluindo uma nova arma, mapa, série de pontuação e muito mais.

Vários jogadores reclamaram sobre as mudanças de balanceamento e novos erros com a atualização de conteúdo da segunda temporada. Em uma atualização da comunidade, a Activision falou sobre algumas das preocupações da comunidade. 

A empresa disse que fez algumas mudanças no balanceamento das armas na semana passada com base no feedback da comunidade. Os jogadores reclamaram de fuzis de assalto como o Man-O-War serem muito poderosos

A Activision não revelou exatamente quais foram as mudanças. Eles também não falaram sobre a classe Trap Master do Battle Royale, que os jogadores têm pedido para receber enfraquecimento há semanas. O efeito territorial desta classe dá às equipes maior velocidade de movimento e recarga de habilidades.

A Activision disse que a equipe está “discutindo mais opções para atualizações futuras”, portanto, mais mudanças podem vir em breve. 

Vários erros também foram corrigidos ou foram programados para receber uma correção, a Activision confirmou na atualização da comunidade. Alguns erros ainda estão sob investigação e serão corrigidos no futuro. A lista completa de erros é: 

Correção lançadas

  • Visual fantasma invisível
  • Falha de movimento rápido
  • Ghost - Capa Jawbone.
  • Botão para redefinir o Avatar para o padrão não exibido.
  • Miras de ferro desalinhadas.
  • Gritos de morte aleatórios ouvidos no BR
  • Karambit - Ruptured Steel não aparecendo

Correções programadas

  • Vários problemas de áudio com operadores
  • Espólio as vezes não aparecendo no BR
  • Loja - Notificações de novos itens

Sob investigação

  • Incapacidade de trocar de armas depois de usar uma torre de escudo
  • Incapaz de curar após abater um inimigo usando Last Stand
  • Obstrução da porta em arranha-céus
  • Lucky Board ausente para alguns jogadores

Artigo publicado originalmente em inglês por Wasif Ahmed no Dot Esports no dia 20 de março.