A campanha de Call of Duty: Black Ops Cold War “começa de onde o último jogo parou”

"Maldito seja, Mason."

Imagem via Activision

A Treyarch confirmou a linha do tempo de cada título no universo Black Ops.

O próximo Call of Duty: Black Ops Cold War da Infinity Ward é uma continuação direta do título original, mas termina antes do início de Black Ops IIconfirmou a Treyarch. 

“Esta sequência direta do Black Ops original começa de onde o primeiro jogo parou, com Alex Mason, Frank Woods e Jason Hudson juntando forças com um novo elenco de agentes para desvendar um plano terrorista global”, disse a Treyarch. 

Considerando que já se passaram 10 anos desde que o Black Ops original foi lançado, alguns novos fãs podem não estar familiarizados com o enredo da campanha. Black Ops seguiu a história do agente da CIA Alex Mason e seus camaradas durante a Guerra Fria. Ele é questionado por misteriosos interrogadores ao longo do jogo, nos quais o jogador revive as missões de Mason.

Dragovich, o principal antagonista, é afogado até a morte por Mason no final do jogo, com os aliados comemorando a vitória. O personagem icônico Woods, o camarada de Mason, que se presumia estar morto durante a última metade do jogo, pode ser encontrado vivo no Hanoi Hilton depois que uma mensagem oculta exibiu seu paradeiro no menu principal do jogo. 

Isso leva à Black Ops Cold War. Visto que Woods, Mason e Hudson são todos personagens durante a série, é provável que uma das primeiras missões possa ser uma reconstituição de Vitória de Pirro, que é a primeira missão em Black Ops II. É quando Woods é salvo por Mason e Hudson, ambientado na década de 1980, que é o mesmo período de Black Ops Cold War.

Já que Black Ops Cold War começa de onde paramos, Woods, Mason e Hudson têm que unir forças mais uma vez para derrubar ‘Perseus’ e as ameaças misteriosas presentes durante o auge da Guerra Fria.

Artigo publicado originalmente em inglês por George Geddes no Dot Esports no dia 26 de agosto.